Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

16/06/2007 - Diário de Natal Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Pesquisa diz que auditoria permanente evita fraudes


Se os municípios e órgãos públicos tivessem uma permanente auditoria e um controle interno eficiente, cerca de 70% das fraudes seriam evitadas. A informação, fruto de pesquisas sobre a corrupção no serviço público, foi abordada ontem pelo presidente da Associação dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon), Victor Faccioni, na abertura do seminário ‘‘Sistema de Controle Interno: Função, Estrutura e Funcionamento, promovido na manhã de ontem pelo TCE/RN. O evento, realizado no Hotel PraiaMar, em Natal, reuniu prefeitos e assessores técnicos dos 167 municípios potiguares.

Em sua palestra, Victor Faccioni detalhou que 63% das fraudes acontecem especificamente por falta de controle interno. Para o presidente da Atricon, o fato do seminário alcançar os municípios, onde é realizado o primeiro controle interno, faz com que se possa dar uma melhor resposta à sociedade no que diz respeito à cidadania e combate à corrupção. ‘‘Porque o município que implanta o controle interno não pretende simplesmente fiscalizar as ações do prefeito, mas sobretudo auxiliá-lo e lhe oferecer maiores condições de administrar com lisura, atendendo aos anseios da população’’, afirmou.

O presidente do Tribunal de Contas do Estado, Paulo Roberto Chaves Alves, disse que o TCE já visitou todas as regiões do estado conscientizando e orientando os prefeitos sobre a Lei de Responsabilidade Fiscal, depois assinou convênio com o Instituto Legislativo Brasileiro, trazendo técnicos do Senado Federal para debater com as autoridades de educação sobre o Fundeb. ‘‘Agora realizamos este encontro sobre Controle Interno num momento em que a sociedade brasileira tanto debate o tema corrupção no poder público. E a contribuição que o TCE pode dar é não apenas a fiscalização, mas sobretudo a qualificação e treinamento dos gestores públicos do estado’’, afirmou.

De acordo com o professor Laércio Segundo de Oliveira, diretor da Escola de Contas, o seminário teve o objetivo de estimular e orientar a implantação do controle interno nos municípios que ainda não possuem, bem como contribuir para o fortalecimento do sistema naqueles que já o implementaram. ‘‘A instrumentalização do controle interno é uma medida que atende ao preceito constitucional, correspondendo a um mecanismo de aperfeiçoamento do processo decisório e de eficiência no desenvolvimento da administração municipal’’, disse Laércio Segundo.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 404 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal