Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

26/10/2010 - Gazeta Brazilian News Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Casal brasileiro condenado em esquema de fraude


Um casal de brasileiros foi condenado por seu envolvimento em um esquema fraudulento de vistos para os Estados Unidos de 55 milhões de dólares, na sequência de um inquérito conduzido pelo U.S. Immigration and Customs Enforcement (ICE) e pelo Office of Homeland Security Investigations (HSI).

Wilson, 63, e Valéria Barbugli, 57, foram condenados a 18 e 24 meses em prisão federal por conspiração, fraude e contrabando humano, visto como parte de um elaborado esquema onde permitia estrangeiros em situação ilegal trabalharem em atividades que, normalmente, teriam sido ocupadas por cidadãos americanos.

“Esses indivíduos orquestraram um esquema de fraude em grande escala, empregando estrangeiros sem permissão de trabalho nos Estados Unidos,
comprometendo o sistema de imigração do país e colocando nossas comunidades em risco”, disse o diretor do ICE, John Morton.

Como parte de sua sentença, o juiz também impôs o pagamento no montante de US $ 55 milhões, que representa o produto ilegal gerado durante a conspiração. Seu filho, Eduardo Barbugli, será julgado em 03 de dezembro por sua parte na conspiração.

Wilson e Valéria são cidadãos brasileiros e estão sujeitos a expulsão do país, depois que cumprirem suas respectivas penas. De acordo com documentos judiciais, os Barbuglis utilizaram um conglomerado de pessoas que serviram como trabalhadores temporários em mais de 160 hotéis.

Através desta complexa fraude de visto, os réus deixaram que mais de mil imigrantes entrassem e permanecessem no país sem documentação, usando vistos H-2B conseguidos fraudulentamente para trabalharem para sua empresa, chamada “Very Reliable Services”. O visto H-2B é concedido a alguns trabalhadores estrangeiros qualificados à procura de emprego temporário nos Estados Unidos.

O casal obtinha os vistos ao apresentar documentação falsa ao governo.

Eles entregavam contratos alterados de hotéis para esconder suas atividades e noticiar que os trabalhadores dos EUA tinha sido contratados, quando na verdade eles não foram. Os Barbuglis também afirmaram falsamente que os pagamentos não estavam sendo recolhidos dos trabalhadores estrangeiros, quando, na realidade, os trabalhadores tinham efetivamente pago entre 350 e 750 dólares cada um, para serem colocados nas fraudulentas petições de vistos H-2B.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 260 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal