Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

24/10/2010 - Diário de Cuiabá Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Profissional indica medidas para se precaver

Por: Joanice De Deus


A maioria dos internautas desconhece os cuidados necessários para navegar de forma segura sem se tornar vítima de crimes eletrônicos. “Uma simples ação como trocar regularmente as senhas utilizadas na internet em e-mail, cadastro em sites ou senhas bancárias, pode evitar maiores dores de cabeça”, alerta Andrey de Arruda Hashimoto, da empresa Trinix Internet, especializada em desenvolvimento de websites.

Ele explica que a utilização de senhas mais complexas como letras com variações entre maiúsculas e minúsculas em conjunto com números e símbolos auxilia na complexidade e força da senha, evitando que softwares específicos utilizados por hackers as descubram facilmente. “Senhas previsíveis, também muito utilizadas, costumam ser as primeiras a ser forçadas pelos criminosos digitais. Sejam elas nome ou sobrenome, telefones, data de aniversário e nome de parentes próximos”, reforça.

De acordo com Hashimoto, o objetivo dos golpes é quase sempre obter informações do usuário como, por exemplo, o número do cartão de crédito, senhas, informações pessoais. Para isso, o envio de e-mails ainda é muito utilizado. “Esses e-mails geralmente levam o usuário a pensar que o remetente é confiável, pois vêm em nome de bancos, grandes sites ou lojas e até mesmo órgãos como a Receita Federal”.

Andrey Hashimoto observa que uma forma de fraude pela internet denominada Phising (oriundo do inglês fishing, ou seja, pescaria) vem chamando a atenção pelo crescimento desta prática e pelo alto número de vítimas. “Phishing consiste, basicamente, no ato de uma pessoa se passar por outra ou por uma empresa, solicitando informações confidenciais. Então, é importante destacar que as fraudes nem sempre estão ligadas a vírus e trojans”, disse.

Diariamente, muitos vírus são desenvolvidos e distribuídos na internet. Os riscos desses vírus que vêm por anexos são vários. O mais perigoso é o roubo de senhas, pois alguns spywares denominados keyloggers monitoram a entrada de dados digitados nos formulários e os envia para o hacker. Então, o criminoso pode ter acesso, por exemplo, ao internet banking e fazer compras usando sua conta bancária ou cometer fraudes como falsificação de documentos. Já alguns vírus têm por objetivo apenas danificar o sistema operacional.

Para se proteger, algumas atitudes são importantes. Entre elas, nunca abrir sites ou e-mails desconhecidos, não participar das

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 197 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal