Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

22/10/2010 - Portal de Paulínia Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Dinheiro está sumindo das contas bancárias de paulinenses

Por: Leandro Pereira


Não é de hoje que quadrilhas especializadas em roubar dados bancários de clientes, estão agindo em Paulínia. Nos últimos meses, clientes de vários bancos foram vítimas tendo o dinheiro de suas contas simplesmente sumindo.

O próprio delegado titular de Paulínia, Dr. Carlos Henrique Fernandes disse recentemente, acreditar em uma grande ação criminosa do tipo na cidade. Até a Polícia Federal já entrou no caso e está investigando a ação dos criminosos, já que os bancos federais Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal foram lesados; isto porque, quando comprovado que o cliente foi vítima do crime, os bancos fazem a devolução do dinheiro, ou seja, o prejuízo fica com a instituição financeira.

E neste mês de outubro, as coisas não foram diferentes, desta vez parece que a Caixa Econômica foi o principal alvo dos bandidos. Só esta semana, quatro pessoas procuraram a delegacia de Paulínia para registrar queixa. No domingo, dia 17, um guarda municipal teve um total R$ 1.020,00 sacados de sua conta, sem que ele soubesse. Repare que no dia 19 (terça-feira) três pessoas deram queixa, um comerciante reclamou que R$ 2.520,00 desapareceram de sua conta; uma funcionária pública teve R$ 5.300,00 retirados de sua conta, através de vários saques feitos pelos bandidos; e um aposentado reclamou que sacaram sem sua permissão, R$ 510,00 de sua conta corrente. No início do mês, no dia 08, outro funcionário público deu queixa alegando que R$ 500,00 foram sacados da sua conta sem sua permissão.

A gerência da Caixa Econômica de Paulínia confirmou que não só a Caixa, mas os demais bancos da cidade, estão sendo constantemente alvo dessas quadrilhas. A ação criminosa é sempre a mesma, roubar os dados bancários dos clientes, através de um dispositivo eletrônico conhecido como “chupa cabras” que sempre é colocado nos finais de semana (quando os bancos estão fechados) nos terminais de auto-atendimento (caixas-eletrônicos). A gerência explicou que quando o cliente insere o cartão no leitor com o “chupa cabras”, o dispositivo rouba todos os dados do cliente (incluindo senhas) e que em seguida, os ladrões fazem a clonagem do cartão.

Com o cartão clonado e posse das senhas, o bandido acaba tendo total acesso a conta, ele visualiza o saldo e realiza vários saques e empréstimos. A gerência da Caixa confirmou que o banco faz a devolução do dinheiro roubado, aos correntistas, num prazo de 48 horas após comprovado o crime. O banco também bloqueia o cartão imediatamente, após descobrir a fraude. O governo Federal já estuda a possibilidade de deixar seguranças 24 horas, todos os dias da semana, vigiando a área de auto-atendimento dos bancos públicos, para impedir que os criminosos cometam a fraude nos caixas-eletrônicos. Vale ressaltar que nos bancos privados, cada um tempo seu tempo para fazer a devolução do dinheiro ao cliente.

A Polícia Civil alerta que além do “chupa cabras”, os bandidos também utilizam outros tipos de fraudes, como colocar micro-câmeras no canto alto dos caixas-eletrônicos, para roubar as senhas. Por isso, os policiais pedem aos clientes, que antes de usarem o auto-atendimento, verifiquem se há algo suspeito no leitor de cartão ou câmeras postadas nos cantos do equipamento. Além disso, que nunca peça ajuda a supostos funcionários do banco aos finais de semana, pois os mesmos não trabalham neste período.

Polícia alerta para novos tipos de clonagem

A polícia também alerta para um novo tipo de clonagem, o feito nas máquinas de cartão de débito e crédito, espalhadas por estabelecimentos comerciais. Segundo dados do Ministério da Justiça, nos últimos seis meses, triplicou o número de casos do tipo em todo o país; nestes casos as vítimas devem avisar imediatamente as administradoras quando constatado qualquer problema. Para piorar a situação, agora as quadrilhas estão clonando cartões de vale refeição.

Em Paulínia, por exemplo, todos os funcionários de uma óptica localizada na Avenida José Paulino no Centro, tiveram seus cartões clonados na última semana. Com isso, quando o trabalhador tentava utilizar os créditos, o saldo já estava zerado, pois os bandidos já haviam utilizado todo ele com o cartão clonado. Neste caso específico de Paulínia, a polícia descobriu que os bandidos estão usando os cartões clonados em um restaurante na periferia de São Paulo.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 615 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal