Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

17/10/2010 - O Globo Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Dilma defende aliado e culpa banco alemão por empréstimo ilegal

Por: Wagner Gomes


SÃO PAULO. A candidata do PT à presidência, Dilma Rousseff, reagiu hoje à denúncia contra um de seus aliados e culpou o banco alemão Kreditanstalt fur Wiederaufbau (KfW) por conceder um "empréstimo ilegal" a uma subsidiária da Eletrobras. Dilma disse que o banco, que já demitiu o funcionário responsável pela negociação, está querendo se beneficiar da questão.

- Eu acho bom que na campanha eleitoral a gente mude as fofocas. Quem está falando isso está beneficiando o banco. O KfW errou. O banco fez e aceitou um empréstimo com aval ilegal e agora está querendo ganhar essa questão - disse Dilma, logo após visitar o Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo.

Controlado pelo governo alemão, o KfW emprestou recursos às empresas brasileiras Winimport e Hamburgo, com garantias dadas pela Companhia de Geração Térmica de Energia Elétrica (CGTEE), presidida por Valter Cardeal, homem de confiança de Dilma, para a construção de usinas de biomassa no Sul do Brasil, mas as obras nunca saíram do papel, segundo matéria publica neste fim de semana pela revista "Época". A CGTEE foi fiadora do empréstimo, o que vai contra a Lei de Responsabilidade Fiscal.

- O que o banco está fazendo é chorando - afirmou.

O banco alemão de desenvolvimento ingressou com uma ação de danos materiais e morais na 10ª Vara Cível de Porto Alegre pedindo indenização à CGTEE. De acordo com o KFW, havia evidências de que Cardeal sabia das garantias ilegais para que duas empresas brasileiras (Winimport e Hamburo) conseguissem um empréstimo de 157 milhões de euros para a construção das usinas.

De acordo com a revista, em 2007, Cardeal foi denunciado pelo Ministério Público Federal por gestão fraudulenta e desvio de recursos com base em uma operação (Navalha) da Polícia Federal que investigou irregularidades em obras públicas.

Sob a proteção de Dilma, no entanto, ele teria se mantido firme no governo assumindo a presidência do Conselho de Administração da Eletronorte e de Furnas, outras duas estatais federais. No documento, o banco afirma que até mesmo alguns políticos, como Dilma Rousseff, tinham conhecimento da fraude em torno das garantias exigidas para o empréstimo.

A candidata atribuiu a uma "central de boatos" a descoberta no último sábado de uma gráfica na zona sul da capital paulista que imprimiu mais de 2 milhões de panfletos atribuídos à Regional Sul 1 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) contra a candidatura da petista. Ela afirmou que essa situação beneficia o seu adversário, o candidato José Serra, do PSDB.

- Eu não sei direito quem é que mandou fazer panfleto. É crime eleitoral. Vocês sabem perfeitamente que é crime eleitoral. Agora, eu acho que tem uma central de boatos fazendo essa espécie de ofensivas contra a minha candidatura. Que são nitidamente ilegais, são crimes eleitorais e merecem ser investigados. Agora, eu não posso entrar no mérito de quem fez, porque que fez - disse.

Dilma aproveitou a visita ao museu para falar sobre educação. A candidata disse, que, se eleita, terá como preocupação garantir que as crianças passem de ano no Brasil e que ao mesmo tempo aprendam o que estão estudando, em referência à metodologia empregada por José Serra no estado de São Paulo. Segundo ela, a progressão automática é um crime contra as crianças. A petista afirmou que tem como proposta promover uma Olimpíada da Língua Portuguesa, a exemplo da OIimpíada de Matemática.

Dilma disse também que montou um programa de incentivo a serviços públicos. A ideia é zerar a cobrança de PIS/Cofins de saneamento, energia e transporte. Segundo ela, o ganho das empresas de transporte com a isenção do imposto, por exemplo, deve ser repassado para as tarifas públicas.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 169 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal