Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

14/06/2007 - Diário do Nordeste Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia ouve representante da Seplag sobre rubricas


A Polícia Civil, através de sua Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF), começa a ouvir, nesta quinta-feira, os representantes do Estado acerca da concessão de rubricas (autorizações para desconto em folha de pagamento) a empresas e associações de classe, que estão burlando o decreto governamental de número 28.535, de 6 de dezembro de 2006 e a lei estadual 13.369, publicada no Diário Oficial do Estado em 24 de setembro de 2003, passando a atuar, de forma ilegal, na atividade de empréstimo consignado para servidores estaduais. Um inquérito policial apura as responsabilidades dos responsáveis pela fraude.

Conforme o delegado Andrade Júnior, titular da DDF, está marcado para hoje o depoimento do responsável pela célula de folha de pagamento da Secretaria Estadual de Planejamento e Gestão (Seplag). O órgão é o responsável por conceder as rubricas às empresas prestadoras de serviços assistenciais, bem como à associações de classe, para que sejam descontados dos funcionários públicos as mensalidades. Porém, a rubrica estaria sendo fraudada, e as parcelas dos empréstimos estão sendo descontadas diretamente na folha.

Quinze associações estão sendo alvo das investigações policiais. A Seplag fez um levantamento de cada uma delas e as informações estão sendo repassadas para as autoridades que investigam o assunto.

Endividados

As denúncias sobre o caso vieram à tona em março passado, gerando a investigação policial que está sendo acompanhada, com exclusividade, pelo Diário do Nordeste. Conforme os levantamentos, milhares de servidores estaduais hoje estão completamente endividados por conta dos empréstimos consignados.

Além de atuar de forma ilegal no ramo de empréstimos, as empresas e associações praticam mais uma fraude: burlam a margem consignável estabelecida em lei.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 372 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal