Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

15/10/2010 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PF indicia 55 candidatos por suspeita de fraude em prova do órgão de 2009

Inquérito faz parte da Operação Tormenta e foi encaminhado ao MPF. Suposta quadrilha também teria fraudado provas de outros concursos.

A Polícia Federal (PF) indiciou 55 candidatos do concurso para o cargo de agente na corporação, realizado em 2009. O inquérito foi encaminhado ao Ministério Público Federal e faz parte da Operação Tormenta, deflagrada em junho e que investiga fraudes em concursos públicos em todo o país.

As investigações da PF concluíram que os 55 candidatos tiveram participação nas ações de uma suposta quadrilha que vendia gabaritos de provas de concursos públicos. Os indiciados teriam sido beneficiados pelo esquema da quadrilha. Além da prova da PF, há suspeita de fraude em outros concursos: da Receita Federal, da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), além do Exame da Ordem dos Advogados do Brasil (veja no quadro ao final da reportagem como funcionava o esquema de fraude de prova da OAB).

Eliminados na seleção da PF

Dos 55 candidatos, seis estavam fazendo o curso de formação do órgão na época que a operação foi deflagrada, em junho, e foram eliminados da seleção naquele mês. Os 49 demais não haviam passado para as etapas seguintes e foram eliminados oficialmente nesta quarta-feira (13), em edital que foi publicado no site do Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB). Assim, não poderão recorrer administrativamente do resultado do concurso.

De acordo com as primeiras informações da PF, esse é o segundo inquérito da operação a ser concluído. O primeiro foi sobre a suspeita de fraude na segunda fase do exame da OAB de 2009, que foi realizada em 28 de fevereiro de 2010 e anulada em março após os primeiros indícios das irregularidades.

Nesse caso, a Justiça Federal abriu processo contra 37 pessoas envolvidas, após a denúncia do Ministério Público Federal em Santos (SP). O esquema incluiu um curso com as questões para bacharéis em direito em uma universidade de SP.

Os inquéritos sobre as provas da Receita Federal, da Anac e da Abin continuam em andamento.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 240 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal