Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

14/10/2010 - pe360graus Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Mais 5 pessoas são condenadas por desviar remédios e medicamentos do SUS

Crime atingiu sete hospitais públicos do Recife; até agora, 51 pessoas foram denunciadas pelo envolvimento no esquema.

Cinco pessoas foram condenadas por envolvimento em desvio de remédios e equipamentos em sete hospitais públicos do Recife. Elas atuavam como receptadoras dos produtos que eram desviados por funcionários dos hospitais e revendidos a empresas de distribuição de medicamentos. O crime foi descoberto em abril deste ano.

Os cinco foram condenados com penas que variam de cinco a 14 anos de prisão. As condenações foram possíveis a partir de uma operação do Ministério Público Federal, Polícia Federal e Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

Os condenados atuavam como receptadores dos produtos que eram desviados por funcionários dos hospitais públicos, a exemplo de enfermeiros e maqueiros.Em seguida, os medicamentos eram revendidos a empresas de distribuição do ramo. Para maquiar a fraude, foi feita a falsificação de notas fiscais e a adulteração de embalagens dos remédios.

As penas de prisão aplicadas aos condenados variam de cinco anos e seis meses a 14 anos e dois meses, conforme a participação de cada um no esquema, além do pagamento de multa. Os crimes cometidos foram receptação qualificada, formação de quadrilha e falsidade ideológica.

Em duas ações, o MPF vai recorrer ao Tribunal Regional Federal da 5ª Região para pedir o aumento da pena aplicada a quatro dos envolvidos no esquema, bem como a condenação pelo crime de peculato. O recurso buscará também a condenação de uma participante da fraude, absolvida pela 1ª instância da Justiça Federal. O caso está sob responsabilidade da procuradora da República Mirella de Carvalho Aguiar.

DENÚNCIAS

As condenações são desdobramentos da Operação Desvio, deflagrada em abril pelo MPF, Polícia Federal (PF) e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O MPF já havia conseguido, no mês passado, a primeira condenação relativa ao caso, de um dos criminosos que também atuava como receptador dos remédios.

Até agora, 51 pessoas envolvidas no esquema foram denunciadas pelo MPF à Justiça Federal. De acordo com a procuradora da República, novas denúncias podem ser feitas, já que as apurações relativas ao caso ainda não foram concluídas.

No total, sete hospitais públicos foram vítimas da fraude: Agamenon Magalhães, Restauração, Oswaldo Cruz, Otávio de Freitas, Getúlio Vargas, Barão de Lucena e Hospital das Clínicas. Os produtos desviados foram comercializados para unidades de saúde em Belém (PA), Juazeiro do Norte (CE), Serra (SC), Rio de Janeiro (RJ) e João Pessoa (PB), além de unidades do próprio Estado de Pernambuco.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 204 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal