Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

13/10/2010 - 24 Horas News Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Justiça interroga o "maior golpista do Brasil", agora por crime de tráfico


Um dos maiores golpistas do Brasil, cuja vida se transformou em um filme ganhador do prêmio do Festival do Rio 2010, superando a bilheteria do filme
Tropa de Elite será interrogado na tarde desta quarta-feira (13) pela Justiça de Cuiabá em crime de tráfico de drogas.

Marcelo Nascimento da Rocha, de 36 anos, um dos maiores vigaristas do Brasil será ouvido às 17 horas na 12ª Vara Criminal de Cuiabá pelo juiz Lídio Modesto através de uma Carta Precatória da Justiça de Tangará da Serra (Médio Norte, a 280 quilômetros de Cuiabá).

O homem que enganou as mais ilustres personalidades brasileiras. As mais badaladas e as mais conhecidas pessoas do alto mundo social d o Brasil, agora também é acusado de envolvimento com associação para tráfico de drogas em Mato Grosso.

O bandido que já chegou a usar, pelo menos 16 identidades falsas e que viveu dias de glória como muita mordomia se passando pelo filho do dono da Gol Transportes Aéreos, teve a vida contado em um longa metragem que ganhou o Festival do Rio 2010 com o filme VIPs.

Representado pelo advogado Bento Filho, Marcelo prometeu dar uma entrevista, antes ou depois da audiência na 12ª Vara Criminal.

ENTENDA O CASO

VIGARISTA QUE ENGANOU A ALTA SOCIEDADE BRASILEIRA COMANDA ROUBO DE AVIÃO DE DENTRO DA PENITENCIÁRIA

Um bandido predestinado a se envolver em grandes tramas. Um dos maiores vigaristas do Brasil de todos os tempos, chegando a ser um dos maiores do mundo, também. Marcelo Nascimento da Rocha, de 36 anos, o homem que usa dezenas de nomes falsos, um deles como filho do dono da Gol Transportes Aéreos. O homem que enganou dezenas de personalidades do alto mundo social deste País”, e que ganhou a vida em um filme do badalado ator Wagner Moura, também já foi condenado em mais de 10 processos por crime de estelionato. Agora ele ganhou mais mandado de prisão por formação de quadrilha e, juntamente por roubo de avião.

Marcelo, está entre os bandidos presos pala Polícia Federal que participaram do roubo de um avião bimotor da empresa Abelha Táxi Aéreo. Assalto foi registrado no início de julho deste ano. Preso, Marcelo recebeu a “visita” de agentes e delegados da Polícia Federal dentro da Penitenciária Central de Cuiabá (antigo Pascoal Ramos), quando foi comunicado que estava indiciado e com mais um mandado de prisão nas costas.

Marcelo Nascimento da Rocha ou Victor Hugo, Juliano Silva ou Marcelo Ferrari Contti. Estas são apenas algumas de suas 16 identidades falsas. No tempo em que serviu o Exército, fingiu ter uma patente maior e vendeu motos que seriam leiloadas. Já fingiu ser guitarrista do grupo Engenheiros do Havaii, produtor musical de uma banda famosa, olheiro da seleção, campeão de Jiu-jitsu, policial e até líder do Primeiro Comando da Capital (PCC).

Quando esteve preso em Bangu, ele liderou uma rebelião fingindo ser da facção criminosa PCC, sem usar armas, conseguiu que as reivindicações dos encarcerados fossem atendidas, sua lábia também lhe permitiu escapar da cadeia.
Apesar de ter passado a maior parte de seus 29 anos entre mentiras e trapaças, Marcelo só ficou famoso no final de outubro de 2001, naquele ano, foragido da polícia depois de ter sido preso no Acre transportando drogas em um avião que pilotava, deu o seu maior golpe.

Durante quatro dias, se passando por Henrique de Oliveira ou Henrique Constantino, “o filho do dono da Gol”, Marcelo Nascimento Rocha levou vida de bacana no Recifolia, o carnaval antecipado da capital pernambucana.

Exibiu-se ao lado de modelos e atrizes, namorou algumas, fez amizade com atores globais e festeiros endinheirados, aproveitou as regalias de um camarote VIP, no Recifolia e das mordomias do Rosort Nannai Beach.

Por dois dias teve à disposição um Jatinho e um helicóptero, sem gastar um tostão, consumiu mais de R$ 100 mil nos quatro dias de farra, deu até entrevistas no programa do jornalista e apresentador Amaury Júnior, de quem ficou amigo, mesmo por alguns dias como milionário.

Quando foi preso no Rio estava abordo do Jatinho Citation 5 (PT-OSD), a quem deu carona a Carolina Dieckmann, Marcos Frota e Ricardo Macchi e o empresário Walter Sá Cavalcante.

A escritora Mariana Caltabiano compilou esse e outros “causos” de Marcelo Nascimento durante um ano gravando depoimentos seus no “xadrez” do centro de Triagem de Curitiba, o fruto das entrevistas é o livro: Vips – Histórias Reais de um Mentiroso.

A propósito, Marcelo conseguiu enganar até a escritora, fingindo ter mais alguém interessado em escrever sua história, negociou os seus direitos a 50% da arrecadação com a venda do livro.

O FILME

Wagner Moura está quase irreconhecível nas fotografias do set de filmagem do longa Vips. Os cliques foram feitos em Pindamonhangaba, interior de São Paulo, e mostram o ator com o cabelo preto e alisado. Wagner ainda vai aparecer com outros visuais no filme: cabelo bem curtinho, longo, loiro, e até mesmo com bronzeamento artificial.

Tantas mudanças têm uma razão: o ator baiano vai interpretar Marcelo Nascimento Rocha, que ficou famoso por assumir identidades diferentes para aplicar seus golpes. Entre as histórias reais do filme, está o episódio em que Marcelo se passa por filho do dono da companhia aérea Gol, ficando amigo de celebridades e até dando entrevista para o programa Amaury Júnuir.

O filme tem a direção de Toniko Melo e a produção de Fernando Meirelles e Paulo Morelli. O roteiro é baseado no livro Vips - Histórias Reais de um Mentiroso.

A NOVA PRISÃO

Segundo as investigações da Polícia Federal de Mato Grosso, a ação foi planejada com muita antecedência por bandidos que cumprem pena - entre eles Marcelo Nascimento Rocha, apontado como um dos líderes da organização criminosa -, presos na Penitenciária Central de Cuiabá.

Logo depois de fugir da Polícia Civil no Estado do Acre em uma aeronave, possivelmente roubada, pilotada por ele com um carregamento de cocaína, Marcelo Nascimento foi para o Rio de Janeiro e depois foi passar o Recifolia. Sua última prisão aconteceu na região Oeste de Mato Grosso. (JRT).

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 850 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal