Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

09/10/2010 - Sopa Brasiguaia (Blogue) Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Brasileiros denunciam fraudes no comércio de CDE

Por: Guilherme Wojciechowski


09.10.10 - O noticiário de Ciudad del Este esteve movimentado, nesta sexta-feira (08), por duas denúncias de fraudes protocoladas por compristas brasileiros junto à Polícia Turística. Em ambos casos, mercadorias foram trocadas por garrafas de água mineral.

O primeiro caso foi denunciado pelo brasileiro Alseir Oliva, que comprou um aparelho de som automotivo por US$ 88,00, na loja Pioneer Internacional do Paseo San Blás, e afirmou ter recebido, apenas, garrafas de água na caixa do produto.

María Villalón Zuanni, gerente do local, exibiu à Polícia Turística filmagem do circuíto interno do estabelecimento, mostrando que o brasileiro retirou-se do setor de entrega sem verificar o conteúdo da caixa. Neste sentido, a alegação da loja é de que a fraude ocorreu fora do estabelecimento.

A segunda denúncia, de conteúdo similar, foi protocolada pela paulista Isabel Mendonça, que pagou US$ 200,00 por um DVD da marca Napoli e, a exemplo do primeiro caso, encontrou apenas água mineral. Ahmad Diab, gerente da firma Centro de Pioneer, negou que a troca tenha ocorrido na loja.

Nos dois casos, a suspeita é que a troca dos produtos pelas garrafas tenha ocorrido durante a travessia entre Ciudad del Este e Foz do Iguaçu, por taxistas ou pessoas contratadas para a ilegal “entrega” no lado brasileiro. Desde dezembro de 2008, a Polícia Turística já recebeu 235 denúncias do gênero.

Bonita Kim

Outro caso que chamou a atenção no noticiário foi a denúncia feita por 12 ex-empregadas da galeria Bonita Kim, ao Escritório Regional do Ministério da Justiça e Trabalho, sobre suposta demissão injustificada e graves violações da lei trabalhista paraguaia.

De acordo com a denúncia, repercutida pelo Diário TN Press, as mulheres (uma delas, grávida de quatro meses) teriam sido demitidas sem comunicação prévia e sem que nenhum de seus direitos tenha sido respeitado.

As trabalhadoras afirmam, ainda, que a empresa Bonita Kim contrata menores de idade, não respeita a jornada de trabalho legalmente estabelecida, realiza contratos de gaveta e obriga suas funcionárias a participarem de atos religiosos semanais, sob pena de desconto no salário de fim de mês.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 252 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal