Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

07/10/2010 - Jornal de Itupeva Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Investigada suposta fraude na venda de suprimentos de informática

Por: Paulo Ferro


A Polícia Civil de Campo Limpo está investigando um caso que pode resultar em processos por crimes contra a propriedade industrial, contra a ordem tributária, sonegação e fraude em licitação.

A equipe comandada pelo delegado titular do município, Marcel Fehr, está com as atenções voltadas para a Versuri, loja em Jundiaí que estaria vendendo cartuchos para impressoras com embalagens falsas da marca Hewlett-Packard (HP), como se os artigos fossem originais. E tem mais: os selos de qualidade também não são verdadeiros. Isso pode caracterizar, como se diz popularmente, ‘comprar gato por lebre’.

Pior é o conjunto de outros indícios: não bastasse a suposta ilegalidade junto ao consumidor final, a Versuri pode estar envolvida com irregularidades em licitações junto a Prefeituras da região, na aquisição de suprimentos. As localidades cujos Poderes Executivos teriam feito pregões eletrônicos ilegais com a companhia não foram divulgadas, pois faltam algumas provas para que a denúncia seja consolidada.

Mandados cumpridos

Um inquérito policial foi aberto na semana passada. Houve ainda o cumprimento de dois mandados de busca: um na casa da proprietária da Versuri, no Centro de Jarinu - onde o material falsificado seria embalado -, e outro na loja da marca na Vila Rami, em Jundiaí. Documentos foram copiados para constarem no inquérito e grande quantidade de produtos foi apreendida. Eram tantos cartuchos que a polícia lotou uma Kombi para transportá-los.

Técnicos da HP já foram chamados para um primeiro levantamento sobre a qualidade dos artigos. Segundo alguns deles, a fraude já pode ser constatada no material analisado, até porque as embalagens dos produtos são fabricadas na própria HP e o que a polícia tem em mãos é considerado réplica.

Esperando laudos

“Estamos aguardando os laudos periciais que definiriam a participação no crime de pessoas ligadas à empresa. Só com os documentos oficiais, teremos a materialização do crime. Os laudos devem estar prontos em 30 dias”, completou Marcel. Neste caso, Fehr conta com a colaboração do também delegado Elias Ribeiro Evangelista Júnior e dos investigadores Mescole, Rodrigo, Rogério, Gelson, Zanoni e Aladim.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 210 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal