Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

07/10/2010 - O Estado de São Paulo / Ag. Estado / Reuters Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Banco do Vaticano pede que tribunal libere 23 milhões de euros bloqueados

Polícia financeira considerou duas transferências da instituição suspeitas de lavagem de dinheiro.

CIDADE DO VATICANO- O Banco do Vaticano pediu nesta quinta-feira, 7, a um tribunal italiana que libere os 23 milhões de euros que foram congelados quando foi iniciada uma investigação sobre lavagem de dinheiro.

O advogado que representa a instituição financeira, Vincenzo Scordamaglia, disse à Reuters que um painel de três juízes será realizado dentro de uma semana para tomar uma decisão a respeito do pedido.

Scordamaglia voltou a defender que o Banco do Vaticano, formalmente conhecido como Instituto para os Obras de Religião (IOR), não violou nenhuma regra porque simplesmente quis transferir seus próprios fundos de um banco a outro.

Em 21 de setembro, os juízes de Roma realizaram uma investigação contra os dois principais responsáveis pelo IOR - o presidente da entidade, Ettore Gotti Tedeschi, e o diretor-geral, Paolo Cipriani.

Duas recentes transações foram consideradas suspeitas e bloqueadas pela polícia financeira. Uma foi a transferência de 20 milhões de euros a sucursal alemã de um banco americano e outra, uma de três milhões de euros entre dois bancos italianos.

O IOR administra principalmente os fundos do Vaticano e de instituições religiosas em todo o mundo, como organizações de caridade, ordens de monges e hospitais católicos.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 180 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal