Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2018 SOBRE FRAUDES E FALSIFICAÇÕES
Veja AQUI programação e promoções dos últimos treinamentos de 2018 da DEALL R&I
sobre Fraudes e Falsificações nos dias 14, 22 e 29 de novembro.


AFD SUMMIT
A maior Conferência de Investigação Corporativa & Perícia Forense da América Latina.
São Paulo dias 08-09 de dezembro de 2018


Acompanhe nosso Twitter

06/10/2010 - Diário do Pará / O Estado de SP Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Perícia indica fraude na declaração de Tiririca


O laudo sobre a habilidade de escrita do deputado federal eleito Francisco Everardo Oliveira Silva, o Tiririca (PR-SP), campeão de votos para a Câmara, demonstrou que, aparentemente, a declaração de próprio punho por ele entregue ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) foi escrita por outra pessoa.

No documento, as peritas criminais Gláucia Fabíola Costella Tacla e Morgana Manzi Lopes constataram um “artificialismo gráfico” na construção das frases. A perícia “observou a presença de punho escritor mais evoluído na formação de determinados trechos de vocábulos”, diz a avaliação. “Tal fato permitiu constatar que o autor dos manuscritos possui uma habilidade gráfica maior do que aquela que ele objetivou registrar ao longo do texto da declaração”.

A declaração foi entregue por Tiririca ao TRE em 28 de julho último. As peritas relatam que os grafismos “não autorizam estabelecer categoricamente a unidade ou a dualidade de origem escritural entre os dois documentos”.

As peritas destacaram vários trechos no texto produzido a pedido da Promotoria. Entre eles, a vogal “O” de Oliveira e a consoante ‘S” de São Paulo, que indicam uma habilidade gráfica maior do que a pessoa que o escreveu tentou demonstrar no documento entregue ao TRE.

Para o promotor Maurício Antonio Ribeiro Lopes - que fez a denúncia, aceita pelo juiz eleitoral Aloísio Sérgio Rezende Silveira -, não há dúvida de que o texto foi feito por outra pessoa. “Existe uma escrita disfarçada na declaração, uma ortografia muito mais forte, muito mais elaborada do que aquele que quis transparecer na redação, uma escrita camuflada”, afirmou. Para ele, o documento tem sérios problemas. “Ainda que ele aprenda a ler e a escrever (nesses dez dias) continuamos com um documento falso, um registro falso”, anotou.

O comediante tem dez dias, a partir de anteontem, para se apresentar à Justiça Eleitoral para colher material gráfico em juízo. Seu advogado, Ricardo Porto, afirmou que as denúncias são muito fáceis de serem derrubadas. “Ele não é analfabeto. Vamos comprovar que Tiririca não cometeu crime algum."

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 169 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal