Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

04/10/2010 - Portal MS Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Mecânico tem dados roubados e fica com dívida de R$ 685 mil

As dívidas são de uma suposta boate, no Rio, a 1,5 mil quilômetros de onde Zeferino mora. Na papelada, o trabalhador aparece como um dos donos do lugar.

Uma casa de madeira, ganha de herança. É este o único patrimônio de Álvaro Zeferino, de 52 anos, casado, pai de dois filhos.

Há 29 anos, ele trabalha como técnico em refrigeração em uma fábrica de sorvete em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. O salário: R$ 1,2 mil. “Dá para comer e beber, pagar as contas”, explica.

Ele nunca teve o nome sujo na praça, e levava uma vida pacata. Mas, de repente, essa paz acabou. Oficiais de Justiça começaram a bater à sua porta. O motivo: dívidas de mais de R$ 685 mil.

“É um pesadelo, porque eu não sei dessa dívida, nunca fiz”, garante.

As dívidas milionárias são da West Point - uma suposta boate, no Rio de Janeiro, a 1,5 mil quilômetros de Campo Grande, onde Zeferino mora. Na papelada, o trabalhador, que só tem uma casa de madeira, aparece como um dos donos da tal danceteria.

“A documentação fala que eu sou dono de empresa no Rio de Janeiro, mas eu não tenho nada não”, garante. Na documentação, consta o CPF real dele. Já o RG e a assinatura são falsos.

“Eu estive no Rio de Janeiro nos anos 1970, quando tinha 12 anos. Os meus documentos nunca foram roubados. Eu nunca perdi documentos”, aponta Zeferino.

O delegado José Eduardo Arruda, de São Paulo, diz que esse golpe é mais comum do que se imagina.

“Infelizmente, hoje é muito fácil você conseguir esses dados. Ou através da internet ou mesmo da venda de CDs de diversas empresas que têm esses dados. Você cria uma nova identidade e com isso pode fazer basicamente o que quiser”, diz o delegado.

Fizemos um teste. Em um programa de buscas, digitamos três palavras - indicadas pelo especialista em segurança na internet Altieres Rohr. E não deu outra: na tela, logo surgem arquivos com dados de centenas de pessoas. Nem foi preciso digitar senha. Logo apareceram endereços, telefones, RGs e CPFs.

“Todo mundo está sujeito a ter o nome e os documentos divulgados porque não é do controle da pessoa. É uma empresa com quem ela fez negócio, por exemplo”, afirma o especialista.

O Fantástico levou Zeferino para o Rio de Janeiro. Na Junta Comercial, conseguimos o contrato da boate. O técnico em refrigeração aparece como empresário e dono da West Point a partir de novembro de 2005.

Na cidade de Niterói, procuramos o cartório onde foi feito o reconhecimento da assinatura falsa de Zeferino. Descobrimos que o local foi fechado e no lugar, há uma loja de calçados. Na mesma cidade, em outro cartório, a informação.

“O cartório estava todo irregular, tinha gente com CPF de uma pessoa em nome de outra”, revela uma funcionária.

O cartório foi fechado em 2007 devido a irregularidades no reconhecimento de firmas. Tudo indica que foi nesse cartório, que não existe mais, que a fraude contra Zeferino foi concretizada.

No contrato da boate, consta até a residência onde supostamente Zeferino moraria, em Itaboraí, outra cidade da região metropolitana do Rio. Fomos até lá. Não há nada no endereço. Mas a maior surpresa ainda estava por vir.

De acordo com o contrato social, a boate registrada no nome de Zeferino fica na zona rural do município de Itaboraí, a 60 quilômetros do Centro do Rio de Janeiro, na estrada do Cabuçu, no número 3260. Mas o que a equipe encontrou foi apenas o pasto de um sítio.

“Fizeram isso para não achar o endereço mesmo, para ninguém cobrar as dívidas deles e jogarem para mim. Se tivesse algum prédio ou construção, a gente ia procurar saber de quem era, para ver se conseguia provar que não é meu”, lamenta Zeferino.

Nos documentos, a boate West Point teria filiais em São João do Meriti, Duque de Caxias e Belford Roxo. Mais uma vez, nem sinal da danceteria.

“Daqui pra frente, a gente vai conseguir provar que não é nada meu, que colocaram no meu nome”, afirma.

Informada pelo Fantástico da fraude, a Junta Comercial do Rio de Janeiro tomou uma decisão.

“Nós anotamos no sistema que nada pode ser feito com relação a essa empresa na Junta Comercial hoje”, garante o presidente da Junta Carlos de La Rocque.

De volta a Campo Grande, mais uma boa notícia, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

“Ajudaremos com prazer o Zeferino, encaminhando para a comissão de Direitos Humanos para que a comissão encaminhe para a Defensoria Pública do Estado de Mato Grosso do Sul”, ressalta o presidente da OAB no Mato Grosso do Sul, Leonardo Duarte.

E atenção para as dicas para não ser vítima desse tipo de golpe.

“Sempre que uma pessoa perder o documento, faça um boletim de ocorrência. Com referência à identidade ou carteira de motorista, o mesmo procedimento”, explica o delegado Arruda.

“Existem muitos sites que pedem informações que é claro que você não deve ceder, a não ser que o site tenha um bom motivo pra isso. Como por exemplo, uma compra no site que você já conhece”, aponta o especialista em internet.

“A minha esperança é que isso se resolva o mais rápido possível, para eu continuar a minha vida tranqüila que eu levava”.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 217 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal