Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

29/09/2010 - Diário do Vale Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Ex-presidente do Sindicato dos Papeleiros é suspeito de estelionato


Piraí. O ex-presidente do Sindicato dos Papeleiros de Santanésia, Cláudio Pires Sobreira do Rego, responderá por crime de estelionato na 94ª DP. Ele teria sido convidado a prestar depoimento até o próximo dia 6 de outubro, na delegacia.
Pela denúncia, Cláudio Pires é suspeito de tentar fraudar a eleição no dia 21 para presidente do sindicato dos empregados da Fábrica Schweiveter Mauduit (antiga Fábrica de Piraí), localizada no distrito de Santanésia. Na ocasião, ele liderava a Chapa 1, e concorria com a Chapa 2, da candidata Isabel Cristina Bento de Moura Dias.

No dia em que seria realizada a eleição, policiais militares encontraram dentro de um veículo de Cláudio Pires duas urnas falsas que estavam no assoalho do carro. O flagrante ocorreu em frente ao Grêmio Recreativo de Santanésia, após revista feita por PMs.

As urnas estão apreendidas na delegacia de Piraí e a eleição foi anulada. Segundo nota da Chapa 2, no dia 21, "num ato de covardia, Cláudio fugiu, junto com o então vice-presidente Luiz Antônio de Souza (Tuniquinho)".
Isabel informou que depois Cláudio renunciou ao cargo de presidente do sindicato da categoria e ela assumiu a presidência provisoriamente.

- Com a desistência de Cláudio, foi feito um abaixo-assinado, a pedido dos próprios trabalhadores da empresa, reiterando o apoio à Chapa 2 e para que eu seja empossada presidente do sindicato, sem a necessidade de realizar eleição - disse Izabel, que toma posse amanhã, como nova presidente do sindicato.

Segundo Izabel, por meio de um levantamento feito por sua equipe, ela sabe que vai assumir um sindicato falido, além de dívidas com seus funcionários como, por exemplo, FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) e INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) atrasados. Há ainda carteiras de trabalho de funcionários sem assinar e rescisões de ex-trabalhadores que não foram pagas, na gestão anterior.

- Há atraso também na distribuição de cestas básicas, vale-transportes. Além de sucumbências de advogados e pagamentos irregulares feitos com cheques sem fundo da entidade. As dívidas com credores e banco giram em torno de R$ 500 mil - disse Isabel.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 412 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal