Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

29/09/2010 - cidadeverde.com Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

BB, Cielo e Oi estudam parceria para promover os pagamentos via celular

Expectativa das empresas é que parceria impulsione o mercado de pagamentos móveis no Brasil.

Banco do Brasil, Cielo e Oi reforçaram a aposta na expansão do consumo das classes de menor poder aquisitivo, ao anunciar nesta quarta-feira uma parceria em pagamentos por telefone celular.

O negócio é feito em duas partes. Numa, BB e Oi vão emitir cartões de crédito co-branded da bandeira Elo. Além disso, a atual base de cerca de 250 mil clientes da Paggo, o atual serviço de pagamentos móveis da Oi, poderá ser repassada ao BB. Na outra, Cielo e Oi formarão uma joint venture, com 50%, que vai atuar na aceitação de pagamentos móveis.

Segundo os executivos dos três grupos, quando o serviço estiver em operação, a expectativa é que o trio conquiste cerca de um milhão de novos clientes a cada ano.

A expectativa das empresas é que a parceria, outra da série de acordos entre bancos, bandeiras de cartões e operadoras de telefonia nos últimos anos, finalmente impulsione o mercado de pagamentos móveis no Brasil.

Para o BB, a transação tem potencial duplo. Numa mão, vai tentar bancarizar os clientes da Paggo, grupo formado em grande parte por clientes de baixa renda na região Nordeste do país. Além disso, a mesma base poderá dar um impulso à Elo, bandeira nacional de cartões anunciada em abril em parceria com o Bradesco e que deve estrear em novembro.

"É uma oportunidade para bancarizar esse público e oferecer outros serviços financeiros", disse a jornalistas o diretor de cartões do BB, Denilson Molina.

Já a Cielo, maior credenciadora de lojistas para pagamentos eletrônicos no país, encara o acordo, que vem sendo costurado há 2 anos, como meio de expandir sua base de clientes.

"O pagamento por celular nos dá a chance de entrar em lugares onde os cartões hoje ainda não são aceitos", disse Eduardo Chedid, vice-presidente de negócios da Cielo.

Segundo ele, o desenho da parceria será definido nos próximos seis meses. Por ora, nem o nome da joint-venture nem o nome do cartão foram definidos.

O que os parceiros já acertaram é que não haverá exclusividade. Assim, o serviço está aberto tanto para outras bandeiras, quanto para bancos emissores e empresas de telefonia que quiserem aderir.

De acordo com Chedid, os atuais terminais (POS) da Cielo poderão operar com essa função após pequenos ajustes. Pelo lado da Oi, o diretor de mercado da companhia, João Silveira, garantiu que os atuais celulares da operadora também já estão aptos para pagamentos móveis. A base da empresa é de cerca de 37 milhões de linhas. "Não será necessária a troca de chips", disse.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 164 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal