Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

30/09/2010 - Diário do Nordeste Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Irmãs investigadas por aplicar diversos golpes

Por: Fernando Ribeiro

Polícia suspeita que as duas mulheres vinham chefiando uma quadrilha que aplicou golpes em financiamentos.

Uma mulher foi presa em flagrante e a irmã dela está sendo procurada. As duas são apontadas pela Polícia como responsáveis por golpes em Fortaleza e região metropolitana, através da falsificação de documentos e utilização de dados cadastrais de dezenas de cidadãos. Através de documentos ´frios´, a quadrilha chefiada pelas duas mulheres estaria obtendo aprovação em financiamentos de veículos e até na aquisição de linhas telefônicas móveis e fixas. A Polícia Civil, através da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF), já apreendeu em poder de uma das acusadas uma vasta quantidade de documentos.

Investigou

Segundo o delegado Jaime Paula Pessoa Linhares, titular da DDF, a existência e a ação da quadrilha vieram à tona quando o marido de uma vítima de golpe passou a investigar, por conta própria, a fraude.

Maria Ivonete Soares da Silva recebeu em sua casa a notícia de que havia sido aprovado o financiamento de uma motocicleta através do Banco Panamericano. Surpresa com o fato, ela procurou a Polícia, onde informou que não havia feito nenhum tipo de aquisição de veículo. O marido dela passou a apurar o fato e acabou descobrindo que em nome da esposa também havia sido adquirida uma linha telefônica fixa, que deveria ser instalada em uma residência no Município de Maracanaú (Região Metropolitana de Fortaleza).

A DDF entrou no caso e acabou prendendo na residência Mayara Raquel Pereira, que usava documentos em nome da vítima do golpe. Logo a Polícia descobriu que ela havia obtido fraudulentamente documentos como identidade, CPF, carteira de trabalho e forjara um comprovante de renda em nome de uma indústria de alimentos. A investigação se aprofundou e, logo, os policiais descobriram que, além de Mayara, a irmã dela, Glauciane Moreira Martins, também estava envolvida nos golpes, usando para isso vários nomes falsos. Em um deles, se passava por Joana Dalva de Araújo Soares.

Outra identidade encontrada em poder das acusadas era de um homem identificado como Antônio Bruno de Araújo, que pode ser outra vítima da quadrilha. Um caderno foi apreendido durante as buscas. Segundo Linhares, nele estão anotados vários dados cadastrais que podem ser de pessoas cujos nomes foram usados nas falcatruas praticadas pelo grupo.

Vítimas

Com a divulgação da descoberta da quadrilha, a Polícia acredita que várias vítimas dos golpes no comércio local, especialmente da venda de veículos e de linhas telefônicas, poderão aparecer. Mayara foi autuada em flagrante e permanece presa.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 303 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal