Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

24/09/2010 - pe360graus Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Procon alerta para cobranças indevidas realizadas por instituições bancárias

Elaine Melo, coordenadora do Procon, tirou dúvidas de telespectadores sobre o assunto.

A coordenadora do Procon-Olinda, Elaine Melo, respondeu a perguntas de telespectadores do Bom dia Pernambuco a respeito de cobranças realizadas por entidades bancárias ou operadoras de cartões de créditos, muitas delas indevidas.

A filha de um dos telespectadores atrasou o pagamento do cheque especial porque ficou desempregada. Ela fez uma negociação com um escritório de cobrança e pagou o débito. Um ano depois, ela conseguiu outro emprego e teve que abrir conta no mesmo banco, que está cobrando a vítima.

Elaine informou que a cobrança é indevida: “se ela já procurou o banco e fez um acordo e quitação da dívida, o banco está cobrando indevidamente. Ela deve procurar os órgãos de defesa do consumidor ou o juizado com a documentação do acordo que ela fez com o banco para que sejam tomadas as medidas cabíveis”.

A coordenadora também falou que a cobrança pelo papel da fatura, muitas vezes realizadas por operadoras de cartão de crédito, também é indevida, pois essas taxas foram proibidas. O valor deve ser assumido pela entidade financeira e a pessoa lesada pode procurar o Procon para ser ressarcida em dobro.

Outro telespectador afirma que comprou um carro e a financeira cobrou uma taxa de abertura de crédito: “essa taxa é mais uma cobrança indevida. É preciso reunir os documentos e procurar os órgãos de defesa para fazer a denúncia”, finalizou.

O Procon-Olinda fica na Avenida Presidente Kennedy, 1001,em Peixinhos. O órgão funciona de segunda a sexta, das 7h30 às 19h e, aos sábados, das 7h30 às 13h30.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 253 vezes




Comentários


Autor e data do comentário: Germano Muller - 27/09/2010 08:54

A maior escrecência aplicada pelo sistema financeiro, é a famosa "Restrição Intera.
O cliente faz uma negociação do seu débito, com desconto devidamente acordado e autorizado pelo banco.
No entanto, o cliente fica impossibilitado de fazer novas operações, sem antes quitar o valor do desconto dado pelo Banco. Isto é praticado, tanto pelo Bancos privados como o públicos.
Isto é um verdadeiro absurdo.

Germano



O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal