Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

22/09/2010 - Correio Braziliense Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Estelionatários que davam golpes em shoppings do DF e Entorno são presos


Após a denúncia da dona de uma joalheria em um shopping da Asa Sul, policiais civis prenderam em flagrante, no final de tarde de terça-feira (21/9), uma dupla de estelionatários que aplicava golpe vários shopping de Brasília, comércios do Entorno e em Goiânia (GO). Os homens utilizavam cartões clonados.

Os crimes tiveram início no dia 14 de setembro deste ano, quando Wilmar José Martins Júnior, 23 anos e Diogo Borges Gomes, 20, receberam 15 cartões de créditos clonados. Desde então, os criminosos começaram a fazer compras em várias lojas.

Eles agiam separadamente. "Enquanto Wilmar estava em uma loja, Diogo fazia compras em outra. O mais interessante é que os cartões tinham o nome deles mesmos. A clonagem foi apenas da conta de outras pessoas", explicou o delegado-chefe da 3ª Delegacia de Polícia (Cruzeiro Velho) Aluísio de Carvalho.

Desconfiança

Os estelionatários não contavam com a perspicácia da dona de uma joalheria. Segundo a polícia, assim, que a comerciante chegou em sua loja, uma das atendentes disse que havia realizado uma grande venda de um relógio.

Desconfiada, a mulher ligou em outras filiais da loja e descobriu que o mesmo relógio tinha sido vendido no dia anterior, para a mesma pessoa. Imediatamente, a comerciante acionou a polícia.

O delegado afirmou que antes de cometer os crimes, a dupla fazia uma pesquisa na internet. "Eles consultavam quais lojas vendiam produtos caros e fáceis de revender. Com isso, não perdiam tempo e se dirigiam ao comércio especializado naquilo que queriam", disse ele.

Apreensão

A polícia apreendeu R$ 550, em espécie, um relógio, um rádio telefone, dois videogames, dois óculos, um celular, 15 cartões de crédito utilizados pelos homens, uma espingarda, e um VW/GOL, placa JES-6685/DF. A equipe que trabalha no caso, não sabe ainda se o veículo é roubado.

Nenhum dos acusados tinha passagem pela polícia. Perguntado sobre o motivo do estelionato, Wilmar disse: "a única coisa que deu errado é que fomos presos". O rapaz mora com os pais, em um apartamento de classe média, em Águas Claras e está no terceiro semestre, do curso de bioquímica, em uma faculdade localizada no Pistão Sul, em Taguatinga.

A investigação já chegou a oito vítimas apenas no DF. Aluísio disse que as investigações devem permanecer. "Vamos continuar investigando, pois temos mais dois suspeitos de usar os cartões clonados. Além disso, já temos o nome do fornecedor dos cartões".

Quem tiver comprado alguma mercadoria dos estelionatários, pode responder por receptação, em que a pena varia de dois a quatro anos. Wlmar e Diogo foram autados por estelionato, cujo tempo de prisão pode chegar até cinco anos.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 166 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal