Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

20/09/2010 - IDG Now! Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Crescimento do e-commerce móvel exige mais recursos anti-fraude

Por: Matt Hamblen

Segundo Gartner, aumento na quantidade de negociações via smartphone evidenciam necessidade cada vez maior de aplicações de segurança.

Em 2014, cerca de 12% de todas as transações do comércio eletrônico serão feitas usando smartphones ou outros dispositivos móveis. No entanto, as ferramentas de detecção de fraudes ainda estão atrasadas, declarou a consultoria Gartner.

"O comércio móvel e as negociações via telefone estão aumentando rapidamente, principalmente, devido as melhorias na navegação", disse William Clark, analista da instituição, em um comunicado.

Ainda de acordo com a Gartner, CIOs precisam pesquisar aplicações de segurança em desenvolvimento que considerem relevantes a proteção ao sistema de pagamento móvel. Assim, as empresas conseguirão se manter competitivas no comércio eletrônico.

"É fundamental que as corporações encontrem aplicações capazes de detectar fraudes em ambientes móveis. No entanto, as ferramentas atuais não funcionam bem nos aparelhos disponíveis no mercado", ressatou Clark. Tais recursos ainda estão em estágios iniciais de desenvolvimento e, segundo o analista, só se mostrarão confiáveis em 2012.

Um dos métodos disponíveis atualmente usa um servidor em que o usuário precise se logar por meio de um programa em Java. O script captura informações sobre o navegador e o telefone do usuário. Ele também pode recolher o número serial do dispositivo e número da placa de rede para transmitir às empresas de e-commerce.

Uma outra via para a prevenção de fraudes usaria as informações de localização do smartphone, sendo que a compra seria efetivada apenas se esses dados fossem fornecidos pelo usuário. Para uma empresa, usar as informações de geolocalização pode ajudar na autenticação do cliente, através da sinergia com outros sistemas.

Uma terceira alternativa apontada pelo Gartner faz menção a um modelo que já começa a ser usado por alguns fornecedores de detecção de fraudes. Eles estão analisando os padrões de comportamento do usuário dentro de um aplicativo móvel no smartphone e criando um sistema de riscos, baseado em uma pontuação. No entanto, a consultoria não quis divulgar que companhias estão utilizando esse padrão.

Para Avivah Litan, analista da Gartner, o rápido crescimento dos smartphones e do comércio móvel significam que a criação de sistemas de detecção de fraudes móveis serão indispensáveis para que as corporações se mantenham competitivas nesse setor.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 176 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal