Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

31/05/2007 - O Povo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Grupos que davam golpes em lojas são presos

Por: Marcos Cavalcante


A Polícia prendeu ontem integrantes de três grupos que aplicavam golpes em lojas de Fortaleza. No total, nove pessoas foram detidas, acusadas de estelionato. Segundo informações da Polícia, os dois grupos, formados por quatro integrantes cada, tentaram realizar falsos cadastros em lojas do North Shopping no mesmo dia, mas não possuem ligações entre si.

Pela manhã, Edilson Martins de Lima reuniu mais três amigos, dois homens e uma mulher, e tentou obter créditos em lojas do local. Eles utilizavam contra-cheques falsos para comprovar boa renda e conseguir maior crédito na praça, mas uma das atendentes desconfiou dos quatros e acionou a Polícia. Edilson estava de posse de uma carteira de identidade falsificada, em nome de Edmilson Matias.

Na tarde de ontem, outra denúncia levou a Polícia a prender outro grupo, formado por dois casais, que agia de modo semelhante. Ozias Pereira da Silva, 30, "vendeu" o nome dele para um receptador por uma quantia não revelada. O objetivo era comprar o máximo de aparelhos eletrônicos no crediário, sem pagar nada. "Nunca tive passagem pela Polícia, por isso era mais fácil. Estava precisando de dinheiro e aceitei o serviço", explica. Segundo Ozias, João Paulo dos Santos, 28, seria o responsável pela intermediação além de, com as duas mulheres, ajudá-lo a escolher os produtos. "Não sei como, mas a atendente da loja desconfiou", diz Ozias, lamentando-se.

Já Suelem Pimentel Lacerda, 30, natural do Amapá, é acusada de dar golpes com valor total superior a R$ 100 mil usando 89 cheques sem fundo passados em lojas de confecções e calçados da Capital junto com sua mãe, Aurea Lúcia Pimentel, e uma revendedora, ambas foragidas. De acordo o inspetor Adams Rolim, da Delegacia de Defraudações e Falsificações, Suelem começava, inicialmente, comprando poucas quantidades de peças, para conquistar a confiança do vendedor. Depois, ela ia aumentando os valores das compras.

Vítimas
A Polícia estima que mais de 20 representantes e proprietários de lojas tenham sido vítimas do golpe, aplicado há mais de seis meses em Fortaleza. Na tarde de ontem, mais de dez pessoas compareceram à delegacia para identificar Suelem.

Foi o que aconteceu ao empresário Eduardo Júnior, proprietário de uma loja de confecções. "A gente fez consulta ao Serviço de Proteção ao Crédito dos talões de cheques em nome da mãe dela, e estava sem restrições. Então ela começou a comprar aos poucos, em cheques de valores pequenos, e depois foi fazendo compras maiores", lamenta. Júnior estima ter perdido mais de R$ 8 mil em seis cheques da estelionatária, autuada em flagrante quando tentava passar outro cheque no início da tarde de ontem em uma loja de confecções. Segundo a Polícia, Suelem não possui antecedentes criminais.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 544 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal