Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

19/09/2010 - O Globo Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Maior hospital da África do Sul é acusado de traficar órgãos de brasileiros


RIO - A maior rede privada de hospitais da África do Sul foi acusada de envolvimento em um esquema de tráfico de órgãos para serem usados em israelenses. Os rins seriam comprados de brasileiros e romenos saudáveis por cerca de US$ 6 mil e utilizados em cirurgias ilegais, como noticia nesta quinta-feira o jornal local "The Mercury".

Segundo o diário, os hospitais ganharam quase US$ 5 milhões com o negócio ilegal e o executivo-chefe da rede, o médico Richard Friedland, estava ciente dos transplantes.

A Promotoria afirma que mais de 100 operações ilegais foram conduzidas na rede Netcare - que também tem hospitais no Reino Unido - entre os anos de 2001 e 2003.

A companhia já anunciou que vai se defender "vigorosamente" das acusações, abertas também contra cinco médicos e o executivo-chefe da empresa.

A acusação diz que documentos relacionados às cirurgias eram alterados para parecer que as doações eram provenientes de parentes, um requisito na lei sul-africana.

Rins brasileiros mais baratos

O esquema teria começado com os próprios israelenses, mas depois os brasileiros e romenos foram recrutados porque recebiam menos por seus órgãos.

Por rins de israelenses, o hospital pagava US$ 20 mil, mais que o triplo que era cobrado por órgãos brasileiros.

A primeira audiência do caso está marcada para novembro. No total, a Promotoria sul-africana abriu mais de 100 acusações contra todos os envolvidos no esquema de transplantes ilegais, incluindo fraude, falsificação, lesão corporal grave e formação de quadrilha.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 184 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal