Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

16/09/2010 - Agência PressTur / Diário Gaucho Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Justiça nega acesso a dados sobre fraude no Banrisul à Polícia Civil


Delegacia da Fazenda do DEIC enviará inquérito à Justiça sem realizar qualquer procedimento
A Justiça negou o pedido de acesso aos dados sobre a investigação do desvio de R$ 10 milhões do setor de marketing do Banrisul aos policiais da Delegacia Fazendária do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC).

Apesar da apuração ser de uma força-tarefa composta pela Polícia Federal, Ministério Público e Ministério Público de Contas, a Polícia Civil havia instaurado inquérito porque o caso envolve setores do governo e crimes de competência do Estado.

Com o pedido negado, o órgão estadual remeterá o trabalho à Justiça sem ter adotado qualquer tipo de procedimento. A 6ª Vara Criminal do Foro Central de Porto Alegre somente informou que o processo está na etapa de investigação da promotoria e em segredo de Justiça.

Entenda o caso

No dia 2 de setembro, Polícia Federal, Ministério Público e Ministério Público de Contas executaram a Operação Mercari para desarticular uma suposta organização criminosa que teria desviado mais de R$ 10 milhões da área de marketing do Banrisul. Quatro pessoas foram presas em flagrante: o ex-superintendente de marketing do banco, um suspeito de operador do esquema e dois acusados ligados a agências de publicidade.

Por entender que o caso envolvia setores do governo gaúcho e crimes de competência do Estado, a Polícia Civil instaurou inquérito alguns dias depois. Contudo, o titular da Delegacia Fazendária do DEIC, o delegado Rodrigo Bozetto, informou que teve pedido para analisar os documentos sobre a suposta fraude negado pela Justiça.

Por não ter acesso às informações, o delegado remeterá o inquérito à 6ª Vara Criminal do Foro Central de Porto Alegre sem ter adotado qualquer tipo de procedimento.

A assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça informou que a juíza responsável pela comarca não vai se manifestar. O órgão apenas ressaltou que o processo está na etapa de investigação da Promotoria e em segredo de Justiça.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 179 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal