Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

02/06/2007 - Correio Braziliense Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia prende fraudadores que instalavam chupa-cabra em bancos

Por: Afonso Morais


Depois de um mês de investigações, policiais da Operação Luva Negra, da 4ª DP, prenderam em flagrante dois fraudadores na agência da Caixa Econômica Federal, da QE 40 do Guará. Francisco Elson de Sousa Costa, 34 anos, e Claudecy Silva Pereira foram capturados no início da tarde deste sábado enquanto instalavam uma "luva negra" ou "chupa-cabra" (equipamento utilizado para copiar dados de cartões de crédito) em um dos caixas eletrônicos do banco. O dispositivo apreendido continha informações de oito cartões diferentes. No momento da prisão, os bandidos ofereceram R$ 4 mil aos policiais para serem liberados e ligaram para uma cúmplice levar o dinheiro até um shopping, em Taguatinga Sul. Os agentes fingiram aceitar a quantia com o intuito de pegarem outro integrante da quadrilha.

Logo depois, Maria de Lourdes de Oliveira, 29, apareceu com R$ 2,5 mil e também foi presa em flagrante por tentativa de suborno. Na delegacia, Francisco ainda tentou corromper o delegado Ricardo Martirena com o Palio, de placa JLX 5522/DF, em troca da liberdade. Segundo a polícia, a quadrilha é muito grande e atua em alguns estados brasileiros, como Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, além do Distrito Federal. "Ainda estamos investigando o paradeiro de outros envolvidos aqui no DF", diz Ricardo. "Muitos fraudadores vêm de uma região do Ceará onde se ensina este tipo de crime ainda na adolescência", completa.

Outro delegado que participou da operação, Victor Dan, diz que os bandidos costumam agir em dois lugares ao mesmo tempo para confundir a polícia. "Enquanto uns instalam o equipamento, outros observam de longe para memorizar a senha dos clientes. Eles preferem agir aos finais de semana quando o movimento é menor", conta. Para evitar a ação dos fraudadores a polícia aconselha os usuários de banco a ficarem atentos às pessoas em volta enquanto digitam a senha e, à menor desconfiança, a chamarem um funcionário da agência. Os acusados vão responder por formação de quadrilha, corrupção ativa e tentativa de furto mediante fraude. Se condenados, poderão pegar de 4 a 19 anos de reclusão.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 496 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal