Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

17/09/2010 - pernambuco.com Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Funcionário público preso ao sacar empréstimo fraudulento


A Polícia Federal anunciou hoje a prisão de um homem suspeito de estelionato. Por volta das 16 de ontem, o funcionário público federal Cledoberto Brederodes Chaves, de 51 anos, foi abordado na agência da Caixa Econômica localizada na Avenida Herculano Bandeira, bairro do Pina.

A operação policial foi realizada a partir de denúncias do próprio banco sobre uma suposta fraude no recebimento de empréstimos consignados em contracheques de servidores federais, através de margens consignáveis adulteradas. Ao serem informados de que o suspeito estaria na agência para tentar sacar parte do dinheiro concedido através de empréstimo fraudulentos, policiais federais foram para o local.

Cledoberto foi flagrado efetuando um saque no caixa no valor de R$ 860. A fraude foi comprovada após uma análise do contra-cheque do servidor, que foi preso em flagrante. Levado para a sede da Polícia Federal, ele foi autuado pelo crime de estelionato, cuja pena varia de um a cinco anos. O preso foi levado para o Cotel., onde ficará à disposição da Justiça.

No interrogatório, Cledoberto disse que foi procurado por uma pessoa que não se recorda o nome dizendo ser corretor de empréstimos consignados de vários bancos e que precisaria de três contra-cheques atuais e cópias da identidade e CPF para, dentro de três ou quatro dias o dinheiro, depositar o dinheiro na sua conta-corrente. Após conseguir adulterar a margem consignável de R$ 4,80 para R$ 804,36 e foi concedido um empréstimo no valor de R$ 27.000, tendo sido concedido ao suposto corretor a quantia de R$ 3 mil.

A Polícia Federal aproveitou o caso para alertar as pessoas para estarem atentas a golpes que estão sendo aplicados por quadrilhas de estelionatários que se passam por corretores de empréstimos e utilizam-se de adulteração da margem consignável de 30% dos contra-cheques para concessão de empréstimos fraudulentos.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 322 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal