Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

17/09/2010 - Portal Terra Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Ex-governador do AP recebia R$ 500 mil mensais, diz assessor


Depoimentos de uma testemunha da Operação Mãos Limpas, da Polícia Federal (PF), indicam que o ex-governador do Amapá Waldez Góes (PDT), candidato ao Senado, recebia uma propina de R$ 500 mil por mês para manter um contrato de fornecimento de alimentos aos presos do Estado. A afirmação é do assessor jurídico da Secretaria da Segurança Pública do Amapá Luiz Mário Araújo de Lima, que cooperou com a PF entre novembro de 2009 e maio deste ano. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

Ao todo, 18 pessoas foram presas na Operação Mãos Limpas, no último dia 1º, acusadas de envolvimento em um esquema de desvios de recursos públicos no Amapá. Entre os presos está o atual governador, Pedro Paulo Dias (PP). Segundo Lima, a fraude no Instituto de Administração Penitenciária do Estado (Iapen) era "orquestrada" por Góes, sua mulher, Marília, pelo deputado federal Evandro Milhomen (PCdoB) e por Francisco Odilon Filho, empresário e dono da Mecon, que fornece as refeições para os presos. Em novembro, Lima disse que "teve conhecimento de fraude" e que os recursos "desviados do contrato seriam direcionados a Góes", que "receberia em torno de R$ 500 mil mensais". O assessor pediu para ser beneficiado pela delação premiada e ter sua pena amenizada, em troca de colaboração com as investigações.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 332 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal