Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

13/09/2010 - Diário de São Paulo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Fraudadores fazem a festa com a clonagem de cartões

Por: Eric Fujita

Golpes contra correntistas causam prejuízos de R$ 450 milhões aos bancos de todo o país, aponta levantamento da Febraban.

Durante uma viagem de intercâmbio à Austrália, a estudante Suzana Leite, de 21 anos, recebeu um telefonema da família. Parecia uma ligação para matar as saudades, mas na verdade era para dar a notícia de que golpistas haviam clonado seu cartão quando ela ainda estava no Brasil e sacado todo o dinheiro de sua conta. Por causa deste e outros tipos de fraudes, os bancos acumularam prejuízos de R$ 450 milhões só no primeiro semestre deste ano.

O valor é 4,65% maior que o registrado na primeira metade de 2009, segundo a Federação Brasileira de Bancos (Febraban). De janeiro a junho do ano passado, foram R$ 430 milhões de prejuízo. O crescimento segue a alta do volume de transações com cartões, que movimentaram R$ 256 bilhões em 2009, contra os R$ 215 bilhões em 2008, numa elevação de 19%.

Suzana sequer suspeita onde seu cartão foi clonado. "Só pode ter ocorrido num posto de gasolina onde saquei dinheiro. Era o único local onde não tinha conhecidos", disse.

Com o cartão clonado, os bandidos retiraram cerca de R$ 2.500 da conta da estudante enquanto ela estava viajando. "Precisei enviar uma carta escrita a mão ao banco para provar que estava em viagem. Só assim tive o reembolso".

Além da clonagem, que soma 45% dos casos, as fraudes mais aplicadas são golpes pela internet e compras por telefone. "Em ambas as situações, o fraudador usa dados da vítima, obtidos por e-mails ilícitos", explicou Wilson Gutierrez, diretor-técnico da Febraban.

Outro estudo/ Um outro levantamento, feito pela consultoria de segurança Horus, mostra que só a clonagem causou prejuízos de R$ 11,5 milhões a correntistas no primeiro semestre. A constatação foi feita através da análise de 214 reportagens publicadas no período. O estudo mostra ainda a prisão de 430 golpistas e a apreensão de 7.978 cartões fraudados. "Isso acontece porque os bandidos colocam máquinas nos terminais que roubam os dados", esclareceu Jean Rezende, sócio-diretor da empresa.

Uso de chip leva golpistas a migrarem para a internet

A adoção do chip eletrônico nos cartões de crédito e de débito automático deverá levar os fraudadores a agir mais pela internet. Na avaliação de especialistas em segurança da informação, a migração poderá acontecer porque o chip trouxe mais confiabilidade nas transações em caixas eletrônicos. Além disso, o mecanismo dificulta uma possível cópia das senhas ou dos dados do cliente.

O sócio-diretor da consultoria Horus, Jean Rezende, destacou que a tendência agora é de os golpistas cometerem os crimes pela internet por ser o meio mais fácil desde a utilização do chip. "Eles procuram os meios mais fáceis e onde conseguirão mais sucesso", avaliou.

Rezende salientou ainda que os criminosos migraram para a fraude pela internet com o uso de e-mails enviados a clientes, capazes de copiar dados bancários fornecidos pela vítima. "Os fraudadores pedem as informações e muitos fornecem sem suspeitar", esclareceu.

De acordo com ele, o golpe pela internet será maior porque o chip virou uma importante arma para auxiliar os bancos a combaterem a clonagem. Rezende explicou que o mecanismo exige um contato direto do cartão para o equipamento fazer a leitura.

"O sistema ainda não é 100% confiável porque os cartões mantêm a tarja magnética por onde os dados são copiados pelos fraudadores", ponderou.

Rezende acrescentou ainda que a tarja continua porque muitos países ainda não utilizam o chip. Nesta relação, estão os Estados Unidos. "Se todas as regiões do mundo usassem o chip, a operação seria bem mais confiável", completou.

Falta de punição estimula crime

Para Febraban, os criminosos se sentem impunes sem legislação de combate a fraudes eletrônicas

A falta de uma legislação específica para combater os crimes eletrônicos é apontada como o principal motivo para o aumento da fraude. O diretor da Febraban, Wilson Gutierrez, explicou que a ausência da lei facilita a vida de criminosos. "Muitos são pegos em flagrante e presos. Mas são soltos impunemente porque não há sanção a esses crimes", disse.

Gutierrez salientou que existe um projeto de lei em trâmite na Câmara dos Deputados, em Brasília, que prevê punições a crimes eletrônicos. Com a nova lei, a expectativa é que a incidência deste tipo de crime caia. Mas não há previsão de quando o projeto será votado.

Por outro lado, o diretor acredita que a segurança dos cartões está maior com a adoção do chip eletrônico. "Ele dificulta o acesso às senhas e informações obtidas por meio da tarja magnética", completou.

País conta com 80 milhões de usuários

Mais de 80 milhões de clientes contam com cartões em todo o país, de acordo com dados da Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Créditos e Serviços (Abecs). Outros 1,7 milhão de lojistas utilizam esse meio de pagamento. De acordo com a entidade, o setor movimenta mais de seis bilhões de transações de crédito e de débito automático.

São 597 milhões de cartões no primeiro semestre
Um levantamento da Abecs aponta que o Brasil encerrou o primeiro semestre com a marca histórica de 597 milhões de cartões. O resultado representa aumento de 10% nesse número.

Dicas de segurança

Tenha muita atenção no terminal do banco
Observe se o caixa eletrônico aparenta algo diferente ou se o aparelho foi alterado.

Fique de olho na maquininha do cartão
Desconfie se os dados da tela forem diferentes do habitual. O aparelho pode clonar cartões.

Quando há dúvidas nos caixas eletrônicos
Não aceite auxílio de estranhos ou forneça sua senha. Só fale com um funcionário identificado.

Acompanhe bem o vendedor na compra
Nunca tire o olho do seu cartão. Alguém pode aproveitar para clonar os dados da tarja magnética.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 656 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal