Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

30/05/2007 - O Povo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Empresário é morto por dois pistoleiros no bairro Montese

Por: Landry Pedrosa


O empresário Júlio César Diniz, 46 anos, foi morto a tiros de revólver por dois pistoleiros ontem pela manhã, na rua Desembargador Praxedes, no Montese (Zona Sul de Fortaleza). Os assassinos fugiram em uma moto de cor verde em direção à avenida Gomes de Matos. Segundo a Polícia, Júlio César tinha sido testemunha de um caso de estelionato nesta Capital.

Segundo informações repassadas de policiais da Delegacia do 25º Distrito Policial (Vila União), que investigam o caso, Júlio César vinha chegando em uma camioneta Ranger na sua empresa de aviamento, a Zigg Brasil, e ao descer do veículo foi surpreendido pelos dois pistoleiros, que emparelharam a moto com a Ranger, disparando em seguida contra ele. Júlio César foi atingido na cabeça e na nuca. A vitima foi socorrida no próprio carro por funcionários e levado para o Instituto Doutor José Frota (IJF), onde morreu.

De acordo com depoimento de testemunhas aos policiais, o empresário mal fechou a porta da Ranger, depois de descer do veículo, quando surgiram os dois pistoleiros, que dispararam à queima-roupa contra ele. Julio César trazia pendurada no pescoço uma máquina fotográfica. A Polícia, de imediato, afastou a idéia de latrocínio no caso, pois nada foi roubado da vítima.

O sargento Cláudio Dutra, da RP-5595, primeira composição a chegar ao local do crime, disse ao O POVO, que a câmera de TV instalada na entrada do prédio da empresa da vítima estaria desligada no momento em que ocorreu o crime. O inspetor Daniel, do 25º DP, disse que os assassinos estariam de capacetes.

A Polícia ainda não sabe qual o processo em que o empresário havia figurado como testemunha em um caso de estelionato, fato que teria provocado a morte dele. A partir de hoje, a delegada Alexandra Medeiros, do 25º DP, deve baixar portaria para instaurar o inquérito sobre o caso. Possivelmente ainda hoje, ela deverá iniciar a tomada de depoimento.

Júlio César foi a segunda pessoa morta por pistoleiros este mês em Fortaleza. No último dia 18, o corretor de automóveis Francisco Paixão de Castro, que segundo a Policia, foi uma das testemunha do caso João Jaime, caiu morto na calçada de uma residência da rua Barão de Vasconcelos, no bairro Rodolfo Teófilo, atingido a tiros por dois homens que fugiram em uma moto.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 525 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal