Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

01/09/2010 - 24 Horas News Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Falso médico é preso pela Polícia Civil no aeroporto de Sinop


Polícia Judiciária Civil prendeu na tarde desta terça-feira (31.08) um falso médico na cidade de Sinop (500 km ao Norte de Cuiabá). O suspeito Bruno da Silva Neves Ferreira, de 28 anos, foi preso no aeroporto municipal de Sinop, por policiais civis do Centro Integrado de Segurança e Cidadania (Cisc) Municipal. Ele é acusado de falsidade ideológica e uso de documento falso.

Segundo investigações, Bruno havia se candidatado a uma vaga de médico na Secretaria de Saúde do Município de União do Sul, apresentando documentos falsos, tais como CRM, do Rio de Janeiro, e diploma do curso de medicina. As investigações demonstraram que Bruno é enfermeiro, formado no Estado do Rio de Janeiro.

O falso médico estava chegando à cidade para depois seguir até o município de União do Sul, onde assumiria a vaga no serviço de saúde. Ao ser abordado por policiais no aeroporto de Sinop, o suspeito se identificou como médico, apresentando novamente toda a documentação falsa e também vários carimbos de médico com registro de CRM-RJ.

Um detalhe importante era que Bruno estava utilizando o CRM de um médico com nome semelhante, Bruno da Silva Ferreira, que atua legitimamente no Rio de Janeiro. A Polícia entrou em contado com o titular do CRM e ele confirmou a fraude, assim como o próprio CRM do Rio de Janeiro e a Faculdade onde Bruno se formou em enfermagem, situada na cidade de Vassouras (RJ).

Informalmente, Bruno da Silva Neves Ferreira confirmou a falsificação e disse ainda que atuara como médico nos últimos dois anos, na cidade de Pedra Azul, Minas Gerais. Cópia dos documentos coletados na investigação serão encaminhados a Polícia Civil de Minas Gerais para instauração de inquérito policial, inclusive, pelo crime de exercício ilegal da medicina.

Segundo o Delegado Luiz Henrique de Oliveira, Bruno será indiciado por uso de documento falso e falsidade ideológica, podendo pegar até 06 anos de prisão.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 221 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal