Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

21/08/2010 - Zero Hora Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Grupo desviou mais de R$ 500 mil de correntistas

Por: Francisco Amorim

Cracker que se aliou a detento do Presídio Central foi preso pela polícia gaúcha em Fortaleza (CE).

Por mais de um ano, um cracker (criminoso virtual) desviou dinheiro de correntistas do Banrisul para contas de laranjas cooptados por um detento do Presídio Central. A marcha criminosa do jovem baiano de 25 anos, da sua mulher e de cinco comparsas foi interrompida nesta semana por agentes da 5ª Delegacia da Polícia Civil de Porto Alegre (bairro Glória).

Investigado desde maio de 2009, o grupo se articulou no Presídio Central em 2008, logo após o cracker ter sido preso pela Polícia Federal por suspeita do mesmo crime no Estado. Em 10 meses na cadeia, fez amizade com outro preso, com quem tramou seu novo golpe: capturar dados de contas das vítimas por meio de uma página falsa do banco na internet ou por vírus espiões que se instalavam nos computador dos correntistas.

A conexão expôs uma nova vertente do submundo: a aliança entre bandidos que usam a tecnologia e tradicionais facções do crime organizado.

– O cracker transferia dinheiro dessas contas para as de laranjas recrutados pela mulher do preso e outras duas comparsas. Logo após o transferência, o saque era feito no caixa. Isso descobrimos por escutas telefônicas – conta o delegado Lauro Santos, titular da 5ª DP.

Os depósitos do cracker e os saques dos laranjas eram sempre de R$ 1 mil, o máximo diário permitido em caixas eletrônicos do Banrisul. O cracker ficava com 50%, e o restante era dividido entre laranjas e aliciadores. O prejuízo ao banco estimado pela Polícia Civil foi de mais de R$ 500 mil de maio de 2009 até agora.

O grupo começou a ser desarticulado na quarta-feira, quando o cracker e sua mulher, uma jovem de 23 anos, foram presos em uma casa de frente para o mar em Fortaleza, após uma semana de buscas dos agentes na capital do Ceará. Trazidos para Porto Alegre em razão dos mandados de prisão temporária, eles deverão ser interrogados na próxima semana.

Quatro mulheres ligadas ao casal também foram presas ontem em Porto Alegre e São Leopoldo. Os sete suspeitos, incluindo o detento do Presídio Central, serão indiciados por formação de quadrilha e furto qualificado, mediante fraude. Pessoas que serviram de laranjas também poderão ser indiciadas por participação no crime.

Banco informa que os clientes lesados foram ressarcidos

Conforme a assessoria de imprensa do Banrisul, os clientes lesados foram ressarcidos. O superintendente da unidade de segurança de tecnologia de informação do banco, Jorge Krueg, tranquilizou os correntistas quanto à proteção dada aos clientes que atualmente já usam cartões com chip.

– Basta solicitar em agência o cartão chipado e o leitor que poderá ser conectado ao computador. Com isso, os dados são criptografados dentro do chip antes de serem enviados, e não pelo computador. Isso dá mais segurança ao usuário – explicou.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 466 vezes




Comentários


Autor e data do comentário: João Mota - 01/09/2010 23:19

Todo crime deixa rastros. Ainda bem que os bancos procuram reparar os danos aos correntistas.



O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal