Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

18/08/2010 - Diário Catarinense Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PF investiga falsificação de cédulas de R$ 100 a partir de notas de R$ 2 em Santa Catarina

Suposto falsificador e suspeito que repassava dinheiro foram detidos.

A Polícia Federal (PF) investiga uma denúncia de crime de falsificação de dinheiro em Santa Catarina. Dois homens foram presos, e um deles é suspeito de conseguir modificar uma cédula de R$ 2 para uma de R$ 100.

O dinheiro falso era produzido em Itajaí, no Litoral Norte, e distribuído no comércio da Grande Florianópolis, por meio de compras. Nas últimas semanas, a polícia acredita que empresários da região tenham sofrido prejuízos de pelo menos R$ 10 mil com o crime.

Equipes da Polícia Civil de São José, na região da Capital, começaram a investigar o derramamento do dinheiro falsificado há duas semanas, depois de receber denúncia de comerciantes.

Eles chegaram no final da tarde de terça-feira até um homem de 34 anos, que estaria fazendo compras com as notas adulteradas. Ele foi flagrado com 28 cédulas falsas em São José.

O suspeito disse aos investigadores da Central de Polícia que trazia o dinheiro do Litoral Norte. Os policiais e o homem foram até Itajaí na tentativa de prender o falsificador.

Na cidade, localizaram o suposto falsificador, de 43 anos, no bairro São Vicente, mas com ele não havia cédulas falsificadas. Os policiais encontraram, no entanto, crack (a quantidade não foi divulgada). O homem foi preso em flagrante por posse de drogas, encaminhado à delegacia e levado na manhã desta quarta-feira para o Presídio Regional de Itajaí.

O outro suspeito retornou com os policiais para São José e foi encaminhado para a sede da PF, em Florianópolis, na manhã desta quarta-feira. De acordo com a delegada Ana Carolina Mendonça Oliveira, ele foi indiciado pelo crime de posse de moeda falsa, prestou depoimento e foi liberado.

O dinheiro falsificado seria produzido a partir de notas de R$ 2, que eram descoloridas e depois serviam como base para a impressão da imagem das cédulas de R$ 100. Com essa técnica, as notas ficavam muito semelhantes às originais, inclusive com itens de segurança.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 204 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal