Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

10/08/2010 - De Fato Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Casal de Curitiba é preso ao tentar aplicar golpe de R$ 23 mil em idosa

Por: Atila Lemos


A prisão de um casal de estelionatários de Curitiba (PR) pode elucidar vários inquéritos instaurados pela Polícia Civil nos últimos meses sobre vítimas que caíram no golpe conhecido como “saidinha de banco” em Itabira e região.

Walter Otto Knevels, 54 anos, e Vanilda Honnerding, 59, foram reconhecidos por duas vítimas no centro de Itabira, quando o casal se preparava para aplicar mais um golpe. Por volta das 14h dessa terça-feira, os PMs foram informados por um detetive que uma senhora estaria prestes a cair em um golpe, que poderia passar de R$ 20 mil.

Os militares montaram um cerco ao casal que estava em um Ford Escort verde, placa GRM-7170, de Piraduara (PR), com a aposentada Geralda Pereira da Silva, 51, a próxima vítima. Assim que o casal retornou à avenida Daniel Jardim de Grisolia, na área bancária, os policiais da Rocca realizaram a abordagem.

Os militares descobriram, então, que o casal já havia estado na agência da Caixa Econômica Federal (CEF), juntamente com a aposentada. No caixa, Walter se apresentou como advogado da aposentada e tentou realizar um saque de R$ 23 mil. Ele só não conseguiu porque a atendente não aceitou a identidade da aposentada, devido à foto ilegível.

Por sorte, a tática da dupla não funcionou. Assim, o estelionatário sugeriu à aposentada passar uma procuração para seu filho sacar o valor combinado. A alegação da dupla era que a senhora havia ganhado o direito de realizar melhorias em sua aposentadoria, e que Walter queria somente os seus 30% do valor da causa ganha na justiça.

Assim que a aposentada contatou um vizinho, este desconfiou da situação e denunciou o caso ao inspetor Célio Lana, que comunicou o caso a PM que procedeu a prisão da dupla.

Ainda no centro da cidade, a PM levou a aposentada Maria Rosa Chaves, 56 anos, que reconheceu Walter Knevels, como sendo o mesmo homem que, há dois meses, lhe aplicou o golpe “saidinha de banco”, levando a quantia de R$ 6 mil que a aposentada havia sacado.

Após realizar intensa revista no interior do Ford Escort, foram apreendidos vários documentos, inclusive duas identidades de Walter Knevels, cujos números eram diferentes, e dois rádios de comunicação tipo HT.
A PM descobriu que em Curitiba a dupla já havia sido presa por crimes diversos, verificando também que Walter Knevels possuía duas identidades do estado do Pará com numerações diferentes.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 271 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal