Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

09/08/2010 - Diário da Amazônia Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Operação Dinizia localiza empresas ilegais


A Operação Dinizia, formada por uma equipe interministerial com 130 agentes, em quatro dias de trabalho localizou 11 empresas que serão enquadradas por envolvimento em crimes ambientais, falsidade ideológica, formação de quadrilha e falsificação de documentos públicos. Os fiscais também encontraram 320 m³ de madeira abandonada, armas e um trator que estava sendo utilizada em área da União.

Cerca de 40 empreendimentos já foram fiscalizados nos Distritos de Jacy Paraná, Vista Alegre do Abunã, Extrema e Nova Califórnia. A operação tem o objetivo de combater ilícitos relacionados às transações de créditos virtuais e conseqüentemente ao esquentamento de madeira. Além de coibir as queimadas, que tiveram um aumento de 260% nos últimos 30 dias.

Antes de a ação ter sido iniciada havia indícios de que sete empresas seriam enquadradas pelo esquentamento de madeira, através da transferência virtual de crédito, porém já foram verificados em apenas seis dias que mais quatro empreendimentos serão enquadrados com penas de maior potencial ofensivo como crimes ambientais, falsidade ideológica, formação de quadrilha e falsificação de documentos públicos.

Operação

A operação conta com membros da Comissão interministerial de Combate aos Crimes e Infrações Ambientais (Ciccia) e envolve 130 agentes dos seguintes órgãos: Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Polícia Federal, Força Nacional, Sistema de Proteção da Amazônia (SIPAM) e Polícia Rodoviária Federal,

A equipe está fazendo um balanço da primeira semana de trabalho e terminando os diagnósticos das regiões visitados para atuar aqueles que possuam divergência na documentação de funcionamento. “O mais importante desta operação é que as pessoas estão entendendo nosso objetivo e nos recebendo bem. Até o final da próxima semana deveremos dar mais informações à imprensa sobre o trabalho”, disse o delegado da Polícia Federal, Fabricio Camargo Lopes.

Segundo o assessor do Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam) Carlos Eduardo Renk, até a sexta-feira foram detectados três empreendimentos sem licença de operação que serão lacrados e embargados. Ele acrescenta que também foram encontradas esplanadas, mais conhecidas como cemitério, com 320 m³ de madeiras abandonadas nas proximidades dos distritos, o equivalente a 16 caminhões carregados de madeira, número que deverá aumentar até o final da operação. O abandono de toras de madeira em estradas é uma estratégia utilizada por madeireiros ilegais, que assim se livram de um flagrante dos fiscais.

Também foram encontrados um trator que estava fazendo o desmatamento ilegal em terra da União, oito armas, munição e dois caminhões com madeira sem documentação.

Histórico

A operação Diniza teve inicio na última segunda-feira (2), não tem data para terminar e envolve sete órgãos relacionados ao meio ambiente e à segurança pública. O trabalho visa descapitalizar e desarticular as empresas envolvidas com ilícitos ambientais e os responsáveis pelas fraudes de esquentamento de madeira. As pessoas que forem flagrados irão responder sanções administrativas do Ibama e até mesmo criminais, como formação de quadrilha, falsificação de documentos e infração das leis ambientais. Além de terem a madeira apreendida e as atividades embargadas, podendo ser enquadradas pela prática de lavagem de dinheiro.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 208 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal