Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

23/05/2007 - Jornal A Cidade Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

HC afasta mais de 50 servidores por fraude


direção do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto afastou temporariamente, por 30 dias, 54 funcionários. Eles são acusados de ter sacado o dinheiro do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) com documentação falsa.
Segundo o superintendente do HC, Milton Roberto Laprega, dois funcionários foram demitidos por participação na fraude e uma terceira pessoa, que já se aposentou, deve ser investigada pela Polícia Federal, que também está cuidando do caso desde janeiro deste ano.
Laprega explicou que a sindicância aberta para apurar os envolvidos entendeu que havia a necessidade de impor uma penalidade, que é de 30 dias de afastamento, prazo máximo antes da demissão. Com isso os servidores ficam impedidos de receber o pagamento, benefícios e qualificações referentes aos período.
A maior parte dos funcionários afastados, de acordo com Laprega, exerce cargos básicos no hospital e recebem salários baixos. “Talvez por isso mesmo eles foram convencidos a participar da fraude”, disse o superintendente.
A presidente da Associação dos Servidores do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto, Aimar Finotti, declarou que a pena definida pelo hospital foi excessiva. Segundo Aimar, muitas pessoas que participaram da fraude podem ter sido enganadas e acreditavam que se tratava de um processo legal.
A Polícia Federal afirmou que vai intimar na próxima semana 80 pessoas, para que elas comprovem os atestados médicos apresentados para sacar o FGTS. Caso fique comprovado o crime de falsificação de documentos, os envolvidos podem pegar até oito anos de prisão.
No dia 24 de janeiro, uma técnica em radiologia do HC foi detida quando sacava R$ 8 mil do FGTS em uma agência da Caixa Econômica Federal (CEF). Ela deu os nomes dos funcionários que forneceram os documentos falsos. Segundo a CEF, todas as pessoas terão de devolver o dinheiro. A CEF levantou a suspeita em janeiro, quando 98 funcionários do hospital apresentaram atestados de aids e câncer para sacar o fundo de garantia. A PF recebeu a denúncia e prendeu Wendel Ferreira Passos, que seria o responsável pelo golpe.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 535 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal