Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

06/08/2010 - Diário Catarinense Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Suspeitos de golpe contra bancos em todo o país prestam depoimento em Florianópolis

Dezesseis pessoas foram presas na Operação Feriado da Deic.

Foram ouvidas nesta sexta-feira duas das 16 pessoas presas pela Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic) em Florianópolis por suspeita de envolvimento em uma quadrilha que aplicava golpes em bancos de vários Estados do país. De acordo com a delegada Aline Hermes Zandonai, o depoimento de um deles deve ajudar nas investigações.

No golpe, que estava sendo investigado havia dois anos pela divisão de Defraudações da Deic, foram emitidos 21 mandados de prisão temporária em quatros Estados. Cinco pessoas permanecem foragidas, pois, segundo Zandonai, são portadoras de identidades falsas.

Ainda de acordo com a Deic, as cinco pessoas que ainda não foram presas não seriam os mentores da quadrilha. A investigação continua para tentar localizar os outros suspeitos, que comandariam a parte de planejamento do golpe em São Paulo.

Quadrilha

A quadrilha era formada por pessoas de todas as idades, algumas com formação superior, como contadores e administradores com profundo conhecimento em transações bancárias.

O grupo teria aplicado golpes em instituições financeiras em Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul.

A Deic informou que o grupo aproveitou o feriado de aniversário de Palhoça e depositou cheques em R$ 1,1 milhão sem fundos. Como não havia expediente, a liberação deveria esperar um dia útil a mais, o que não ocorreu. Os criminosos aproveitaram e sacaram R$ 406 mil.

O golpe teria sido dado por causa de uma possível falha no sistema bancário, relacionado ao aniversário do município, onde foi feriado municipal no dia 23 de abril. A operação envolveu cerca de 40 policiais.

De acordo com a delegada Aline Hermes Zandonai, da divisão de Defraudações da Deic, o golpe foi inteligente e bem planejado.

Os envolvidos vão responder por estelionato, formação de quadrilha e em alguns casos uso de documentos falsos.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 361 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal