Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

24/05/2007 - Globo Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia prende quadrilha acusada de roubo de carro e golpe do seguro


RIO - Um policial civil, um bombeiro e outras dez pessoas foram presas na noite de quarta-feira e na madrugada desta quinta, acusados de integrar uma quadrilha de roubo e receptação de veículos roubados, fraude contra seguradoras, tráfico de entorpecentes e de armas e roubo e revenda ilegal de Kit-Gás. A Operação Savana, como foi batizada, é realizada por homens da Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), com apoio da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) e da 71ª DP (Itaboraí).

- O tráfico é uma moeda de troca para esta quadrilha. Carro, tráfico, está tudo interligado - disse a delegada Patrícia Duarte.

O policial preso é Júlio Cesar de Almeida, apontado como chefe da quadrilha. Lotado na Seção de Pessoal em Situações Diversas (SPSD), ele estava afastado por ter sido flagrado, em outra ocasião, com arma de numeração raspada. Ele foi encontrado em casa, na Vila da Penha, Zona Norte. O bombeiro chama-se Wellington Caldeira de Freitas e foi preso em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

A quadrilha roubava carros, receptava outros veículos roubados e vendia peças no Rio e em São Paulo. Num dos depósitos usados pelo bando, três pessoas foram presas em flagrante e dezenas de carros desmanchados foram encontradas. Segundo as investigações, que levaram seis meses, os bandidos roubavam dez carros por semana em várias regiões do estado.

Antes de estourarem os galpões, os policiais gravaram imagens dos locais e chegaram a filmar reuniões de integrantes da quadrilha. Escutas telefônicas autorizadas pela Justiça também ajudaram a identificar o esquema. Nas conversas gravadas, o policial Júlio César encomendava os carros pelo ano e pelo modelo a ladrões que agiam para o bando.

A polícia também usou rastreador via satélite no carro de Júlio César para chegar aos locais usados pela quadrilha. Uma mulher foi detida e levada à delegacia para prestar depoimento. Ela se identificou como namorada de Gilmar Oliveira Meireles, que está foragido e seria outro chefe do grupo.

Participam da operação 55 policiais para cumprir 23 mandados de busca e apreensão e treze de prisão. Estes mandados foram expedidos pela Justiça em Jacarepaguá, Inhaúma, Vila da Penha, Duque de Caxias, Niterói e Itaboraí.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 452 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal