Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

03/08/2010 - iOnline Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Operação Mambo: PSP desmantela rede de falsários

Por: Augusto Freitas de Sousa

Rede lesou o Estado e particulares em 1,9 milhões de euros.

A PSP deteve oito homens e uma mulher, suspeitos de se dedicarem à falsificação de cheques e outros documentos, durante a operação Mambo, onde foram cumpridos 21 mandados de busca a residências, dois a estabelecimentos comerciais, 11 mandados não domiciliários e oito mandados de detenção.

A investigação, a cargo da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Lisboa, coordenada pelo Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) também de Lisboa, começou em 2007 e centrou-se numa rede de falsificação de documentos que operava em Portugal.

Segundo a PSP, os suspeitos, com idades entre os 34 e os 42 anos, falsificavam os montantes dos cheques e, com a ajuda de terceiros, depositavam-nos em contas ou abriam outras com documentos falsos. Além dos cheques, são suspeitos ainda de se dedicarem à falsificação de documentos de identificação nacionais e estrangeiros - bilhetes de identidade portugueses, cartas de condução portuguesas e angolanas, autorizações e cartões de residência, certificados de habilitações, de nascimento, de registo criminal e documentos de automóveis. Estes últimos, a investigação refere, eram vendidos em território nacional ou enviados para o estrangeiro.

A PSP refere que "existem mais de 100 lesados, entre particulares, empresas privadas e organismos estatais, em valores que ascendem aos 1,9 milhões de euros". Foi possível, adiantam, congelar cerca de 500 mil euros em depósitos bancários.

Foi apreendida documentação falsificada, dinheiro, material de falsificação, viaturas, material informático, electrónico e audiovisual e telemóveis.

Os nove suspeitos, com antecedentes pelo mesmo tipo de crime, ficaram em prisão preventiva.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 174 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal