Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

31/07/2010 - Correio do Estado Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Atenção na hora a compra diminui chance de fraude com cheque


Apesar da substituição pelos meios eletrônicos de pagamento, o cheque ainda não deixa de estar presente na carteira dos brasileiros, principalmente nas compras de maior valor, de acordo com o Banco Central. E é por isso que o consumidor precisa ficar bastante atento aos casos de fraudes ou a como evitá-las.

De acordo com Antonio Afonso, executivo da OK Garante, divisão da Rede Check OK que atua diretamente contra fraudes em meios de pagamento, em primeiro lugar, na hora da compra, o consumidor não deve deixar que o estabelecimento comercial tire cópia da folha sem necessidade.

"Quando você emite um cheque para consumo imediato, como, por exemplo, em restaurantes, não há qualquer necessidade da cópia da folha. Não é o mesmo caso que em crediários", afirmou o especialista.

Além disso, ele indica que a pessoa não permita que o funcionário do estabelecimento se ausente com a folha que foi concedida e que não repasse a senha referente à emissão de talões em caixas eletrônicos para estranhos. "Uma vez que o documento desapareça, comunique os órgãos oficiais imediatamente".

Lojista pode ajudar

As fraudes com cheques também podem ser coibidas, se o lojista tiver mais atenção na hora de aceitar a forma de pagamento.

"Podemos ver que muitos perguntam sempre a data de nascimento, RG, CPF, mas poucos questionam nome da mãe e, principalmente, o signo, que é uma informação que o fraudador certamente não terá se preparado para responder. Aí que está a diferença", disse Afonso. "Muitos podem pensar que perguntar o signo seria uma informação inútil, mas o fraudador certamente responde o dele e não de quem foi fraudado".

Confira abaixo as dicas dadas aos lojistas para evitar fraudes com cheques, segundo orientações da OK Garante:

Utilize soluções de inteligência de crédito. O mercado já conta com empresas que fornecem isso;

Confira dados do cheque. Compare aqueles que estão no campo superior com aqueles do chamado CMC7 (campo inferior, similar a um código de barras). A sequência de informações deve ser semelhante;

Verifique a grafia dos dados identificadores do banco e agência com o número do CPF e nome do emitente. "A grafia normalmente é a mesma nesses campos do cheque, seja parcial ou total. Qualquer irregularidade o varejista deve estar atento", destacou Afonso;

Solicite sempre o RG do consumidor.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 181 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal