Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

30/07/2010 - Infonet Notícias Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Tobias Barreto: quatro são indiciados por estelionato

Através das investigações, a polícia chegou ao local onde o material era guardado, uma residência localizada no Povoado Lagoa Redonda, em Itapicuru, Bahia.

Na manhã desta sexta-feira, 30, policiais civis da Delegacia de Tobias Barreto desarticularam uma quadrilha de estelionatários que agia em lojas de material de construção e móveis. As investigações foram iniciadas na quarta-feira, dia 28.

Através das investigações, a polícia chegou ao local onde o material era guardado, uma residência localizada no Povoado Lagoa Redonda, em Itapicuru, no Estado da Bahia.

Até o momento, a delegada Viviane Marques Torres, da Delegacia de Tobias Barreto, indiciou quatro pessoas responsáveis pela fraude. Na ocasião, foram apreendidos materiais para construção avaliados em aproximadamente R$ 7 mil. Entre o material apreendido, estão móveis, mais de 300 quilos de argamassa, 170 metros de piso, e outros acessórios, a exemplo de torneiras e canos.

Apesar de já ter indiciado quatro pessoas, que respondem o processo em liberdade, a polícia continua investigando a fim de concluir se há mais envolvidos, assim como vítimas. Os nomes dos indiciados, provisoriamente, não serão divulgados para não atrapalhar nas investigações.

De acordo com a delegada, o grupo criminoso recrutava pessoas da área rural da região, que não tinham restrição de crédito na praça, e com o crediário aprovado compravam o material em várias lojas de Tobias Barreto e cidades vizinhas. Comerciantes perceberam a estratégia dos estelionatários e comunicaram o fato à polícia, que iniciou o trabalho investigativo.

Para a delegada, a prática era articulada e visava obter lucros. “Eles pagavam a primeira prestação, e depois sumiam. Os nomes dos trabalhadores rurais ficavam sujos. Mas toda essa articulação, com o dolo de prejudicar os comerciantes, configura-se em estelionato”, explicou a delegada, que deve indiciar pelo menos mais duas pessoas pela prática criminosa.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 223 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal