Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

29/07/2010 - Expresso MT Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia investiga suposto golpista que enganou cerca de 100 pessoas

Moradores de Sinop pagaram até R$ 160 por curso de confeitaria, mas responsável pelo curso sumiu e levou o dinheiro.

A Polícia Civil de Sinop investiga um suposto golpe na cidade que pode chegar aos R$ 30 mil. Nesta quarta-feira (28), aproximadamente 70 pessoas registraram Boletim de Ocorrência como vítimas do golpe. Mas a polícia acredita que pelo menos 120 pessoas foram lesadas.

Muitas não tiveram paciência para esperar o atendimento hoje e devem voltar amanhã à delegacia que estava lotada. Policiais experientes contaram que há muito tempo não viam uma delegacia tão cheia como hoje.

Os moradores de Sinop julgam terem sido vítimas do golpe do 'falso curso'. Eles fizeram a inscrição para um curso de confeitaria, bolos e salgados, que deveria começar hoje, mas o responsável pelo curso desapareceu da cidade. As inscrições estavam sendo feitas há pelo menos duas semanas. O valor das inscrições custavam de R$ 120 a R$ 160, dependendo do turno escolhido pelo candidato. O valor era pago no ato da inscrição, em dinheiro vivo ou com cheque.

De acordo com as vítimas, quem estava coordenando as matrículas e também seria o responsável pelo curso é um homem identificado na cidade como Gerson Arsênio. Pelas informações levantadas pela polícia até o momento, ninguém conhece o suposto professor na cidade. Há suspeita é que ele seja de outra cidade, e quem sabe até de outro estado. A polícia não se lembra de nenhum outro caso semelhante em Sinop.

A secretária contratada para auxiliar nas inscrições e um office boy, todos de Sinop, também estão sendo tratados como vítimas. Eles contam que foram enganados e não receberam nada pelo trabalho prestado.

As vítimas cobram uma explicação de uma conceituada empresa da cidade que teria alugado o espaço para a realização do curso. Mas a empresta também alega que é vítima do golpe, não conhece Gerson Arsênio e que não tem nenhuma ligação com ele. Os proprietários da empresa afirmam que apenas alugaram o local.

O golpe pode chegar aos R$ 30 mil reais, já que o homem não pagou o hotel onde estava hospedado e nem as propaganadas feitas em gráficas, emissoras de televisão, rádios e jornais.

O golpe

A polícia desconfia que o homem identificaso como Gerson, até o momento, começou a colocar o golpe em prática na madrugada desta quarta-feira. Ele informou à secretária que hoje iria a uma fazenda da região cuidar de alguns negócios particulares, mas retornaria para aplicar as aulas. Afinal, o curso começaria hoje. O suposto golpista teria deixado o hotel hoje de madrugada. A polícia acredita que nesse momento ele estava mesmo era deixando a cidade.

Os funcionários dele ficaram esperando sua volta até o fim da manhã, mas ele não apareceu. Durante a tarde as pessoas começaram a chegar para iniciar o curso, mas o professor não estava e ninguém sabia explicar direito o que havia acontecido. As pessoas começaram a ligar para o celular do professor, mas ninguém atendia. A única mensagem era que o aparelho estava fora de área.

Com o tumulto de hoje, a polícia não teve tempo suficiente para investigar se o homem deixou a cidade em algum ônibus ou de carro particular. Também não conseguiu confirmar ainda se ele tem antecedentes criminais. Essas informações serão levantadas nas próximas horas.

Quem deve resolver toda a confusão agora é a polícia. Todas as supostas vítimas serão ouvidas, inclusive os proprietários do imóvel alugado para a realização do curso. Até o momento a polícia não tem provas de que alguém na cidade tenha dado apoio para o golpe, ou que seja comparsa de Gerson.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 212 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal