Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

18/02/2006 - Zero Hora / Agência RBS Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Tenente-coronel é suspeito de golpe - Oficial foi indiciado com outras nove pessoas em Porto Alegre

Por: Eduardo Rodrigues


Parte de uma investigação que durou sete meses foi concluída ontem com o indiciamento de 10 pessoas suspeitas de integrarem uma quadrilha que usava a Internet para desviar dinheiro de contas. Os indiciados tiveram prisão preventiva solicitada à Justiça. Entre eles está um tenente-coronel da Brigada Militar.

Ainvestigação apurou que os golpistas criavam empresas de fachada para conseguir financiamentos junto aos bancos. Segundo o delegado Cleber Ferreira, 52 pessoas estariam envolvidas no esquema. Em dois anos, o bando teria desviado cerca de R$ 2 milhões.

Entre os oito homens e as duas mulheres indiciados está o tenente-coronel José Antônio de Carvalho Medeiros. Ele é chefe do Estado Maior do Comando Regional de Polícia Ostensiva da região Centro-Sul, com sede em Guaíba. Os outros indiciados são funcionários de revendas de carros e de oficinas mecânicas da Capital, além de um empresário do ramo de alimentação de Alvorada.

Conforme o delegado, o oficial da BM é suspeito de indicar "laranjas" (pessoas que emprestavam a conta bancária) para receber dinheiro transferido de contas indevidamente. As 10 pessoas foram indiciadas por interceptação de informática ou telemática, furto e estelionato.

As investigações começaram em julho a partir de um acidente com uma Cherokee. O fato de ninguém procurar a caminhonete chamou a atenção da polícia. No veículo, os agentes encontraram um computador portátil com as ações do grupo.

A Polícia Civil apreendeu três computadores, três carros e dois CPUs e ouviu 120 pessoas em um inquérito de 2 mil páginas. A Polícia Federal, numa ação paralela batizada de Ponto.Com, prendeu 30 supostos envolvidos com o mesmo esquema.

( eduardo.rodrigues@diariogaucho.com.br )


Perfil
O tenente-coronel José Antônio de Carvalho Medeiros entrou na Brigada Militar em 1979. De 1999 a 2002, atuou na Secretaria da Justiça e da Segurança no setor chamado de Guardião, responsável pelas escutas telefônicas autorizadas pelo Judiciário. Também foi ex-integrante da Força-Tarefa do Ministério Público e ex-comandante da Brigada Militar em Alvorada de 20 de janeiro de 2003 a 1º de julho de 2004. Ontem, a Agência RBS tentou entrar em contato com o oficial, mas a informação obtida era de que ele estava afastado havia uma semana para tratamento médico. Os outros nove indiciados também não foram localizados.
Contraponto

O que diz Luiz Carlos Ferreira, advogado do oficial
Meu cliente vendeu um carro a essa pessoa (o cracker), que fora apresentado por um terceiro. Jamais imaginou que o pagamento viria de uma conta enxugada (violada). É uma safada armação por ele ter integrado a força-tarefa do governo passado.
Os outros indiciados
> Andrea dos Santos Serra
> Divânia Campos Andrade
> Eduardo Silveira Peixoto
> João Valdecir Muhl
> Joel Fachini
> Jones Ronaldo Rahde
> Luís Henrique Franco da Silva
> Marcos Martins
> Romani Cutello Bonente
A ação
Como as contas bancárias eram invadidas:
> Os crackers entravam nos computadores por intermédio do envio de spam (mensagem indesejada)
> De posse das senhas das contas bancárias do proprietário do computador, eles faziam transferências indevidas de dinheiro e pagavam títulos bancários e contas como IPTU, IPVA e luz
> A quadrilha recorria a empresas fantasmas, que serviam como "fachada" para os golpistas conseguirem crédito com bancos


Site pirata
O aviso foi publicado ontem no gremio.net, a página oficial do Grêmio na Internet. Um outro site, não reconhecido pelo clube, estava na rede de computadores pedindo dinheiro aos torcedores. Trata-se do site nadapodesermaior.com. A partir da divulgação da dívida do clube, estimada em R$ 100 milhões, o site pirata solicitava aos torcedores contribuição financeira para abatê-la. No final do dia, ele havia sido tirado do ar.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 1919 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal