Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

28/07/2010 - cidadeverde.com Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

JVC denuncia à PF falso comitê que prometia salário de R$ 1.500,00

Benefício prometido chegava até três salários mínimos e comitê clandestino funcionava no Bairro Monte Castelo.

A coligação do candidato do PTB ao governo do Piauí, João Vicente Claudino, denunciou nesta terça-feira (27) à Polícia Federal a existência de um comitê clandestino agindo em nome. O falso comitê prometia salários de até R$ 1.500,00 para pessoas que trabalhassem na campanha.

O benefício negociado chegava até três salários mínimos (R$ 1.530,00). O comitê funcionava na rua Maria de Lourdes Monteiro, no bairro Monte Castelo. O responsável pelo local está foragido e cobrava taxa de cadastro para a população interessada em trabalhar supostamente para João Vicente Claudino.

O juiz da 97ª Vara Eleitoral, Fernando Lopes, e o Procurador Eleitoral também foram informados sobre o caso.

O advogado Charles Marx, que defende a coligação, informou que a Polícia Federal já abriu inquérito para investigar o comitê clandestino.

“Tivemos informações que o suposto golpista é Umberto Luis e não foi localizado”, disse Charles Marx.

Ele prometia vantagens financeiras que seguiam os seguintes critérios: cabo eleitoral que trabalhasse a pé receberia um salário mínimo (R$ 510,00); se trabalhasse de moto receberia dois salários mínimos (R$ 1.020,00), e se trabalhasse de carro, receberia três salários mínimos (R$ 1.530,00).

Charles disse que a coligação conta com testemunhos que foram vítimas do golpe.

Trama orquestrada

O advogado vai pedir a Polícia Federal que investigue para saber se não é uma trama orquestrada dos adversários para prejudicar a candidatura de JVC. “Pode ter terceiros. Um grupo orquestrado”, disse o advogado.

O Cidadeverde.com foi até o local no Monte Castelo e não encontrou ninguém. O comitê estava de portas abertas e lá funciona uma casa. A vizinha, que não quis se identificar, disse que na residência mora um casal e que saíram cedo.

Uma das vítimas Paulo César Costa, 34 anos, disse que o rapaz lhe prometeu pagar as contas de luz, cerca de R$ 300,00, caso viesse trabalhar no comitê. Ele disse que queria pelo menos os talões de volta.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 213 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal