Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

19/05/2007 - Diário do Aço Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Dupla de BH é acusada de praticar golpes na região


FABRICIANO - Desencontro de informações, dúvida sobre a origem de cheques utilizados e um golpe na praça que gira em torno de R$ 4,2 mil. Os acusados de crime de estelionato são Miguel Soares Sobrinho, 23, e Rogério Bronti Miranda, 35. Ainda não se sabe ao certo a participação de Sander Magno Soares, 29, irmão de Rogério. Os dois primeiros, oriundos de Belo Horizonte, foram presos na rua Castelo Branco, bairro Bom Jesus, em Fabriciano.

Os golpes eram praticados em Fabriciano e Timóteo. Segundo a polícia, eles efetuaram compras na loja CIOP Informática, no valor de R$ 3.400,00, adquirindo dois computadores completos. Na loja Globo Esportes, em Timóteo, eles compraram produtos no valor de R$ 780,00. Conforme a PM, eles estariam utilizando cheques em nome de Sander.

A primeira contradição começa a partir da origem dos cheques. Sander Magno Soares disse à Polícia Militar que seu carro foi arrombado e que várias folhas de cheque haviam sido furtadas. Ele não registrou boletim de ocorrência para informar o fato.

O irmão de Sander, Miguel Soares, disse os cheques foram emprestados e que já estavam assinados. Informou ainda que não há golpe nessa situação. A outra contradição é a origem dos cheques, já que não se sabe se eram mesmo verdadeiros. Para completar a confusão, Sander Soares, aproveitando um desvio de atenção da PM, fugiu do local e está sendo procurado.

Miguel e Rogério estavam na residência de Sander, juntamente com outros produtos adquiridos, como roupas, sapatos, computadores e kits. Também foi apreendido um Escort, de placas KGO-3245, e um VW Gol, de placas GZD-4891, além de cheques dos bancos Bradesco e Real, e R$ 318 em dinheiro.

Golpe
De acordo com o boletim de ocorrência lavrado pela PM, os dois computadores foram comprados no sábado passado, com cinco folhas de cheques. A polícia acredita que existem mais pessoas lesadas e que outras compras devem ter sido feitas em outras locais do Vale do Aço.

Os dois acusados, detidos na tarde de quinta-feira, prestaram depoimentos e foram liberados. Eles estão sob investigação da Polícia Civil.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 1066 vezes




Comentários


Autor e data do comentário: magno - 22/03/2010 21:06

a poliçia miltar mente muito e faz muito barulho atoa.sou poliçiaal civil e nao foi nada diso que aconteceu,por isso todos foram liberados.a historia e outra completamente diferente!!!



O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal