Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

14/07/2010 - Jornal Cidade (Rio Claro) Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

INTERNET: 76% dos brasileiros já foram vítimas de golpes virtuais, aponta pesquisa da Symantec

Por: Ednéia Silva


Golpe do trabalho em casa, do empréstimo fácil, recuperação de crédito, promoções e viagens, venda de malas diretas, correntes etc. Esses são alguns tipos de golpes e fraudes realizados pela internet que já fizeram vítimas entre a maioria dos brasileiros. É o mundo virtual imitando o mundo real não somente nos benefícios, mas também nas mazelas.
Não são poucos os brasileiros que caíram em golpes virtuais, visto que eles passam horas navegando na rede (33 horas por semana). Porém, o grande problema é que muitos não adotam os cuidados necessários e se tornam vítimas dos criminosos virtuais.
De acordo com uma pesquisa realizada pela empresa Symantec, que monitora os crimes pela internet, 76% dos brasileiros adultos já foram vítimas de algum tipo de golpe pela rede mundial, com prejuízo médio de R$ 2.536,00.
Um dos golpes mais comuns é o envio de e-mail do banco solicitando atualização de dados do cliente. A página enviada pelo golpista é muito parecido à original e por isso muitos acreditam ser mesmo uma mensagem do banco. Quando os dados são digitados, programas espiões copiam as informações e roubam a senha dos clientes. De posse dos números, é possível efetuar saques e movimentar as contas bancárias das vítimas.
O diretor do Procon de Rio Claro, Sérgio Santoro, afirma que, nesse caso, o banco não é obrigado a ressarcir o cliente de eventuais prejuízos financeiros. Isso porque, explica, a instituição deixa claro que não envia mensagens solicitando atualização de dados ou faz qualquer tipo de contato pela internet. Cabe ao cliente se proteger ficando atento aos e-mails recebidos. As mensagens suspeitas devem ser rapidamente deletadas antes mesmo de serem abertas.
A Febraban (Federação Brasileira dos Bancos) dá algumas dicas sobre como se proteger dos golpes virtuais. Segundo a entidade, as pessoas devem desconfiar das mensagens que oferecem vantagens ou ganhos fora do comum. Também não deve clicar em links desconhecidos. O cliente deve ainda conhecer bem o site de seu banco e desconfiar de e-mails recebidos em nome dele. Em caso de dúvida ou suspeita entre em contato com o banco. E por último, é preciso manter sempre o antivírus do computador atualizado e, se possível, com um programa de proteção contra ataques virtuais.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 191 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal