Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

16/05/2007 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpe do fiador suja nome das vítimas em SP


De porta em porta, sem conseguir um lugar para morar. Há três anos, Marli busca abrigo na casa de amigos ou em pensões. Falta um fiador para fechar o contrato de aluguel. “Por mais amigos que você possa ter todo mundo tira o corpo fora do assunto”, diz.

É nessa hora que muita gente recorre ao chamado "fiador profissional", alguém que cobra para assumir o risco do aluguel. A atividade é permitida por lei. O problema é quando o fiador, em vez do próprio nome, usa o nome de outra pessoa, que nem sabe da negociação. Alguém que perdeu ou teve os documentos roubados, e, vítima de um golpe, acabou assumindo dívidas de desconhecidos.

Faz sete anos que os documentos de Yara Capistrano foram roubados. De lá para cá, ela não teve mais sossego. “Em 2002 eu fui barrada numa loja dizendo que eu estava com o nome sujo, aí descobri que era em Mogi Guaçu (SP), numa imobiliária.

Sem crédito e sem poder usar as próprias economias, a conta bancária de Yara foi bloqueada por causa de uma suposta dívida de R$ 50 mil em aluguéis. Desta vez, o estelionatário usou o nome dela como fiadora para fechar contratos de aluguel em Campinas, a 95 km de São Paulo. “No início de janeiro eu tava sendo indiciada como estelionatária”, conta.

Dezenas de casos parecidos chegam ao Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci). “A única forma de se proteger é fazer uma diligência ao local e verificar se aquela pessoa com aquele nome mora exatamente naquela rua, verificar com os vizinhos se é ele mesmo”, disse o presidente do Creci, José Augusto Viana Neto.

Segundo os donos de imobiliárias, o único jeito que a vítima tem de escapar desse calvário é encontrar o estelionatário. “Ela nunca vai ter paz enquanto esse homem não for preso”. O Conselho Regional dos Corretores de Imóveis (Creci) tem uma relação de pessoas cujos nomes são usados pelos estelionatários. Para consultar a lista é só entrar na página do SPTV na internet.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 536 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal