Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

15/02/2006 - Tribuna Catarinense Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Laranjas que emprestavam suas contas bancárias presos em Balneário

Por: Anita Souza

Golpe só foi descoberto porque um cheque, que era roubado, chamou a atenção da gerência por estar adulterado.

Três rapazes foram presos, e um menor de idade apreendido, na tarde desta segunda-feira, no centro de Balneário Camboriú. O quarteto, XXXX, de 21 anos, os irmãos XXXX, 21, e XXXX, 18, e o menor, que tem 17 anos, são acusados de estelionato. Eles emprestavam suas contas bancárias para que outros depositassem cheques roubados, furtados ou adulterados.
O primeiro a ser capturado por policiais militares foi XXXX. O rapaz havia ido ao Banco do Brasil, da Avenida do Estado, para buscar três cheques que haviam sido devolvidos, momento em que os policiais chegaram e lhe deram voz de prisão.
A transação ilícita já havia sido descoberta por funcionários da agência bancária, que perceberam dias antes, que um dos cheques depositado na conta do rapaz estava com a numeração estranha. Em contato com o dono do cheque, foi descoberto que além da numeração estar adulterada, o valor também estava. Na realidade, o valor real do documento era de R$ 200, mas tinha sido adulterado para R$ 3.830. O cheque tinha sido pago a um funcionário de uma construtora. Este funcionário havia repassado seu pagamento no supermercado Koch, em Camboriú, que foi vítima de assalto recentemente. No roubo o cheque foi levado.
Na tarde desta terça-feira, quando XXXX foi à boca do caixa fazer a retirada do dinheiro, e após esperar por alguns minutos, foi surpreendido pelos PMs.
O irmão de XXXX, XXXX, que também estava na agência, e o amigo XXXX, juntamente com o menor, também foram levados à delegacia para prestarem esclarecimentos.

Golpista de nome Fábio

XXXX contou à reportagem que conheceu há aproximadamente dois meses, em uma festa, um rapaz de nome “Fábio”, e que ele teria lhe feito uma oferta. Fábio teria dito que trabalhava com lojas de 1,99, e que tinha muitos cheques para serem depositados, mas que era ruim fazer tantos depósitos, pois pagava muitas taxas de documentos excedidos, então perguntou se XXXX tinha conta corrente. Como a resposta foi afirmativa, Fábio disse que gostaria de depositar cheques em sua conta, e que retiraria o valor após ser compensado. Como forma de pagamento, XXXX ganharia de oito a 10% em cima do valor depositado. A proposta foi aceita. O irmão de XXXX também aceitou fazer parte da transação bancária.
Além de emprestar sua conta no Banco do Brasil, XXXX também emprestava a conta no Banco Bradesco, onde ele teve problemas há 15 dias por causa de cheques devolvidos. “Minha conta foi encerrada”, destacou o rapaz.
O laranja destacou, ainda, que o primeiro depósito feito em sua conta foi em dezembro, no valor de R$ 8.700. Diante das evidências e do golpe, os três rapazes foram autuados em flagrante no Artigo 171 do Código Penal Brasileiro, estelionato. A polícia agora está à procura do suposto chefão da quadrilha de estelionatários, o Fábio.


ATUALIZAÇÃO

Em 23/06/2012 o Jornal Tribuna Catarinense publicou a seguinte nota (A Pedido):

COMUNICADO

De acordo com a matéria do dia 15/02/2006, publica pelo jornal Tribuna Catarinense, referente a fraudes ocorridas em Balneario Camboriú, informados que o processo 00506001797-4 e os respectivos acusados não respondem pelo artigo 171, assim o processo foi arquivado.

Em consequência desta nova matéria os nomes do artigo original foram editados e removidos

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 770 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal