Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

07/07/2010 - Diário de Natal Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Estelionatários são presos em flagrante na Grande Natal


Policiais civis do 2º Distrito Policial de Parnamirim prenderam em flagrante no início desta tarde, dia 7, em uma pousada localizada em Pium, Magnus Alfredo da Silva, 31 anos, Rogério Rosa, 36 anos e Marcelly Silva de Souza, 35 anos acusados de estelionato. No quarto 06, onde Magnus, o cabeça do grupo estava hospedado, foram apreendidos duas máquinas de fabricar cartões, seis maquinetas de passar cartão, dois revolveres calibres 38 e uma pistola 380, além de diversos produtos comprados de maneira irregular.

A prisão se deu após a polícia receber denúncia anônima, informando que existia um homem, de comportamento estranho, hospedado a cerca de 90 dias em uma pousada no distrito de Pium. Dispondo de mais detalhes, a pessoa explicou ainda que o suspeito passava o dia trancado com sua namorada no quarto, e a noite saia sozinho em um veículo modelo Gol, de cor branca, sempre retornando durante a madrugada, horário em que aproveitava para descarregar o material do carro.

Na pousada, os policiais tiveram a confirmação de que havia um hospede que se encaixava em tal descrição. Um dos funcionários informou ainda que Magnus Alfredo proibiu as faxinas em seu chalé para que ninguém entrasse no quarto. Durante o processo de investigação, os agentes perceberam a chegada de um veículo modelo ford ka, de cor preta com um ocupante, que ao perceber a presença da polícia no local, tentou voltar discretamente. O suspeito era Rogério Rosa, comparsa de Magnus em suas ações delituosas.

Dois policiais subiram até o quarto do acusado, encontrando o estelionatário e sua namorada. No momento da abordagem a polícia pôde escutar quando Magnus estava sendo avisado via telefone, provavelmente por seu comparsa, que a polícia se encontrava na pousada.

A prova material não deixou dúvidas, Magnus Alfredo possuía naquele chalé de praia uma verdadeira fábrica de fazer dinheiro. Foram apreendidos 94 cartões em nome de terceiros e de diferentes bandeiras e instituições bancárias, 1 régua magnética de identificação de cartão, 13 cheques totalizando aproximadamente R$ 3 mil, 1 impressora multifuncional, 2 notebooks, 3 monitores de 25”, 17” e 15”, 2 gabinetes, 2 tv´s de plasma de 50” e 29”, 10 identificações falsas, 9 aparelhos celulares, 1 detector de dólar (aparelho que serve para identificar se a nota é verdadeira ou falsa), 1 câmera filmadora digital, além de R$ 2mil em moedas, lacradas em embalagens plásticas próprias de bancos ou agências lotéricas.

A polícia continua investigando os antecedentes criminais de Magnus Alfredo, bem como dos demais acusados. Magnus será autuado em flagrante por estelionato, falsidade ideológica, petrechos para fabricação de moeda e estelionato. Sua namorada e seu comparsa serão autuados, a princípio, por falsidade ideológica.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 298 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal