Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

17/05/2007 - Gazeta de Piracicaba Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia registra 26 golpes em 45 dias


A costureira L.B.P., 35, estava na rua Treze de Maio, no Centro, na tarde de segunda-feira (14), quando uma gestante muito bonita, de acordo com ela, pediu informações sobre a localização da mesma rua. A boa vontade em ajudar a desconhecida acabou se transformando num golpe de estelionato, em que a vítima perdeu R$ 1.000 (mil reais) e ainda ficou sem seus documentos.

Essa é uma das 25 ocorrências registradas pela polícia do início de abril até ontem. Os golpes vão desde "contos do vigário" (os golpistas prometem dividir prêmios milionários com as vítimas), até clonagem de cheques e transferências de dinheiro de contas bancárias via internet.

Na maioria dos casos, os golpistas são simpáticos, muito bem vestidos, demonstram ser leigos, pedem garantia de que a pessoa não irá "passá-los para trás" e agem em dupla. Enquanto um simula uma situação difícil - sempre com um suposto pacote com dinheiro ou bilhete premiado - o outro chega para "ajudar".

A vítima de quarta-feira conta que enquanto conversava com a mulher grávida, surgiu outra mulher que deixou cair um pacote ao chão.

A costureira pegou o pacote e entregou para a mulher que agradeceu e disse que gostaria de recompensá-la e também à grávida por tê-la ajudado. A dona do pacote deu um endereço para a grávida e disse que fosse até o local buscar sua recompensa.

A gestante voltou com um relógio de pulso. "Agora é a sua vez. Vá até lá buscar sua recompensa", disse a estelionatária para a costureira, que deixou sua bolsa como garantia de que iria voltar para receber mais dinheiro. A costureira não encontrou o endereço e ainda ficou sem o dinheiro do FGTS e seus documentos.

Era muito dinheiro no pacote que a mulher me mostrou. Espero que, ao menos, devolvam meus documentos porque até minha carteira de trabalho estava na bolsa", disse à Gazeta.

C.S., 32, foi vítima do mesmo golpe no dia 8 de maio, mas a dupla era de homens. Os estelionatários levaram a bolsa dela com RG, CIC, celular, cerca de R$ 270, carteira profissional, guia de seguro-desemprego, entre outros documentos.

Para não cair em golpes, o delegado João Batista Vieira de Camargo, do 7° Distrito Policial, orienta a todo cidadão a desconfiar de estranhos que chegam oferecendo bilhetes. "Ninguém oferece dinheiro fácil” - garante.(ACA)

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 332 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal