Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

08/07/2010 - Diário do Pará Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Servidor é preso por vender certificado

Alan Santos cobrava r$ 200,00 pelo certificado de conclusão de ensino.

Servidor público desde o ano passado e considerado de confiança pela diretoria de uma escola estadual de ensino fundamental e médio, onde trabalhava. Assim era Alan Diego Silva Santos, 23, mas ele foi preso, na manhã de ontem, na avenida Conselheiro Furtado, pois em investigações de policiais civis foi constatado que ele estaria falsificando certificado escolar.

O delegado Marcos Lemos, da Divisão de Operações Especiais (Dioe), informou que tudo teve início quando Alan teria sido denunciado à diretoria da escola por um aluno, que disse que o funcionário estava oferecendo o certificado de conclusão pelo valor de R$ 200,00. O delegado disse que a partir do momento em que a diretora Dalila Lopes Carvalho teve conhecimento do caso entrou em contato com a polícia, que começou o trabalho de investigação.

Depois de ser monitorado, na manhã de ontem, os policiais civis resolveram fazer a abordagem do funcionário público, que foi flagrado com um certificado falso. “Ele usava o documento verdadeiro, as informações colocadas no certificado é que são falsas. Inclusive, ele usava o carimbo da diretora e ainda assinava por ela”, explicou o delegado.

Alan foi levado para a Dioe para prestar esclarecimentos e foi autuado em flagrante por falsidade ideológica. A imprensa tentou conversar com o acusado, mas ele não aceitou. Junto com a mãe, ele tentou se esconder das câmeras.

SURPRESA

A secretária e a diretora da escola também foram até a delegacia para prestar depoimento. Suely Santa Rosa, secretária, disse que estava assustada com o caso. “Ele trabalhava diretamente conosco e era considerado uma pessoa de extrema confiança, não sei o que aconteceu com ele”, falou a colega de trabalho.

A diretora da escola Dalila Lopes também demonstrou surpresa e foi de encontro com a versão do delegado. Ela disse que só teve conhecimento do caso após a polícia ter realizado a prisão do rapaz. “Eu não sabia de nada, os policiais investigaram e nós tivemos a surpresa”, falou a diretora.

A respeito da declaração da diretora, o delegado disse que é normal que ela tenha dito que não fez a denúncia, pois ele acredita que ela não queira, de alguma forma, se comprometer.

R$ 200

Alan teria sido denunciado por um aluno, que disse que o funcionário estava oferecendo o certificado de conclusão do Ensino médio pelo valor de R$ 200,00. Ele vai responder por falsificação de documento público e ainda deve ser exonerado da rede pública.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 174 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal