Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

04/07/2010 - Diário do Pará Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Falsos dentistas já são 10% e crescem na miséria


A palavra dentista está associada para muitas pessoas à sensação de medo. Mas, no Pará, o que vem causando pavor mesmo é o alto índice de pessoas que se fazem passar por esse tipo de profissional. Dados do Conselho Regional de Odontologia no Pará (CRO-PA) estimam em cerca de 350 os falsos dentistas que atuam hoje no Estado: em números, eles correspondem a 10% do quadro de odontólogos regulares do Pará. Somente no ano passado, 35 pessoas foram detidas em todo o Estado por exercício ilegal da profissão. “Encontramos dentistas práticos, que não possuem diploma, principalmente nos municípios mais afastados”, atesta o presidente do CRO-PA, Roberto Freire.

Todos os anos, o Conselho e a Vigilância Sanitária realizam operações na tentativa de acabar com essa atividade ilegal. Na última quarta-feira, no bairro do Tapanã, em Belém, João Batista Braga Sales foi preso em flagrante no exato momento em que extraía o dente de uma paciente. O falso dentista foi detido e todo o material usado no trabalho foi apreendido. “Eles não se importam nem com o material que irão usar em seus pacientes”, ressalta Freire, lembrando que os falsos profissionais que agem livremente no estado, em consultórios irregulares sem higiene alguma, já provocaram até mortes de pacientes.

Um dos casos referidos pelo dentista aconteceu em 2008, no município de Nova Ipixuna, no Sudeste do Pará. Gilmar Ferreira dos Santos, de 25 anos, morreu depois que um falso dentista tentou extrair um dente dele. Na época, o pai do garoto afirmou que não sabia que o dentista não era formado. “As pessoas não dão importância alguma para a saúde dos dentes. Acham que qualquer um pode resolver o problema e não imaginam os males que podem sofrer”, ressaltou Freire.

Recentemente, outro fato semelhante causou preocupação para o CRO. Um garoto de 12 anos também arrancou um dente com uma pessoa que se dizia dentista e teve uma grave infecção nos ossos. Por pouco, a criança não veio a falecer.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 189 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal